G1 Mundo

Donald Trump volta a ser multado, e juiz diz que ele será preso se desobedecer ordem de silêncio; horas depois, Trump faz novo post

today30 de abril de 2024 4

Fundo
share close

O juiz Juan Merchan, que aplicou a multa, afirmou ainda que prenderá o ex-presidente se ele voltar a descumprir a medida. Trump voltou a criticar publicamente o juiz na tarde desta terça (leia mais abaixo).

Merchan multou Trump em US$ 9 mil (cerca de R$ 46,5 mil) por desobedecer a ordem de silêncio.

Na sessão, os promotores do caso alegaram que o ex-presidente descumpriu a ordem dez vezes. O juiz entendeu que houve violação da ordem em nove casos. Mas ele marcou também uma audiência para a quinta-feira (2) para analisar mais quatro supostas violações.



Ao receber a sentença da multa do juiz, o ex-presidente olhou para a mesa à sua frente enquanto Merchan lia a decisão, franzindo ligeiramente a testa, mas sem demonstrar nenhuma expressão.

Trump fez outro post em sua rede social Truth Social, na tarde desta terça, em que chamou o juiz Merchan de “conflitado” e chamou o processo de “interferência eleitoral”, referindo-se ao pleito de novembro, no qual o ex-presidente é o provável candidato republicano.

“Este juiz retirou meu direito constitucional à liberdade de expressão. Sou o único candidato presidencial na história a receber uma lei de silêncio. Todo esse ‘julgamento’ é manipulado, e ao retirar minha liberdade de expressão, este juiz altamente conflitado está manipulando as eleições presidenciais de 2024”, disse Trump.

Ao final da sessão, Merchan disse que o tribunal irá decidir sobre mais quatro possíveis violações da ordem de silêncio quando o julgamento for retomado, na quinta-feira (2).

O julgamento de Donald Trump — o primeiro dos quatro processo aos quais ele responde — foi retomado nesta terça-feira com o depoimento da terceira testemunha de acusação, Gary Farro, um banqueiro que ajudou o ex-advogado de Trump, Michael Cohen, a abrir contas.

Cohen usou uma das contas para comprar o silêncio da atriz pornô Stormy Daniels, segundo Farro.

O caso é o primeiro julgamento criminal de um ex-presidente dos EUA e o primeiro de quatro processos contra Trump a chegar a um júri.

Daniels alegou ter tido um encontro sexual com Trump em 2006, o que ex-presidente nega.

Na primeira semana de depoimentos, os promotores de Manhattan retrataram o que dizem ser um esquema ilegal para influenciar a campanha presidencial de 2016.

As acusações centram-se em pagamentos de US$ 130 mil (R$ 672 mil) que a empresa de Trump fez a Cohen. Os promotores dizem que Trump obscureceu a verdadeira natureza desses pagamentos e os registrou falsamente como despesas legais.

Ele se declarou inocente de 34 acusações criminais de falsificação de registros comerciais. Trump, que já faz campanha eleitoral, foi obrigado a comparecer ao tribunal durante as sessões.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

candidata-cotada-para-ser-vice-de-trump-assassinou-a-tiros-o-proprio-cao

G1 Mundo

Candidata cotada para ser vice de Trump assassinou a tiros o próprio cão

Cotada para ser companheira de chapa de Donald Trump na disputa pela Casa Branca, a governadora de Dakota do Sul, Kristi Noem, mostra a que veio em seu próximo livro, que será publicado na semana que vem, no qual ela se gaba de ter abatido o próprio cachorro, a filhote Cricket, de 14 meses, simplesmente por ser indomável. "Eu odiava aquele cachorro", descreve a governadora, ao definir o animal como […]

today30 de abril de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%