G1 Santos

É possível ‘curar’ a ressaca na praia? Especialistas explicam como se recuperar após exagerar no Réveillon

today1 de janeiro de 2024 1

Fundo
share close

A médica especialista em medicina da família Andréa Oliveira, o médico endocrinologista Paulo Maccagnan e a nutricionista Camilla Simões explicaram que a ressaca pode ser perigosa, mas apesar de não existir uma “cura”, há maneiras de aliviar os sintomas para driblar o mal-estar e aproveitar a praia na manhã seguinte ao Réveillon.

Para isso, é preciso entender o que é a ressaca. Segundo Andréa, ela pode ser definida como o transbordamento de um desequilíbrio que o corpo teve depois de muita bebida alcoólica.

“Quando o álcool entra no fígado, o fígado pede ajuda para uma enzima. Eles juntos produzem uma outra substância [acetaldeído]”, afirmou a médica, dizendo que a substância em excesso causa sintomas no corpo humano, como dor de cabeça, náusea, moleza, entre outros.



A nutricionista Camilla Simões complementou dizendo que a pessoa com ressaca pode sofrer ainda hipoglicemia [quando os níveis de açúcar no sangue tendem a cair] e desidratação.

“Uma das coisas que o álcool faz facilmente é desidratar a pessoa, porque o álcool faz a gente urinar mais do que o volume de água que tem na própria bebida com álcool, independente de qual seja”, relatou o endocrinologista Paulo.

Segundo os especialistas, a hidratação é uma das principais dicas para se livrar da ressaca. Por isso, antes de ir para a praia, a pessoa deve beber muita água e pode recorrer a chás e isotônicos. Mas também há opções na faixa de areia.

“A água de coco é uma boa para quem está na praia […]. E sucos de frutas, como melão, melancia e laranja, que a gente vai repondo os eletrólitos, vai repondo vitaminas e minerais que são perdidos por conta dessa desidratação que acontece”, explicou a nutricionista Camilla Simões, dizendo que o açaí também é uma boa opção.

Enquanto o banho de mar pode ser uma boa opção, o sol deve ser evitado. “O sol vai requisitar mais água do organismo, um organismo que já está desidratado”, explicou a médica Andréa, dizendo que a população deve ficar na sombra.

“Tomar um banho de mar seria bom, mas logo com a garrafinha de água na mão”, disse a especialista em medicina da família.

Andréa explicou que para reestabelecer o corpo também é necessário comer alimentos leves. “O ideal mesmo é tentar comer um pouquinho mais de carboidrato quando está de ressaca, como um macarrãozinho ou um pãozinho para melhorar os sintomas”, disse.

O endocrinologista Paulo apontou que a importância de ingerir alimentos se dá também pela hipoglicemia. “O álcool diminui a produção de glicose pelo nosso fígado […]. Então vai ter que se alimentar, mas tem que ser alimento leve, não pode ser gorduroso”, relatou.

É necessário ainda ter cuidado para não exagerar. “A maioria pensa que tem que dar muita comida para um organismo que está deficiente, mas não, tem que deixar ele descansar”, complementou Andréa.

Segundo Camilla, a ingestão de muito açúcar, por exemplo, pode fazer efeito reverso e intensificar um quadro de hipoglicemia. “Muita gente tem o hábito de tomar refrigerante na ressaca, porque eu gosto daquela sensação de alívio por conta da náusea e daquela recuperação rápida por conta da absorção do açúcar […]. Apesar de durante o tempo elevar os níveis de glicose, que dá aquele bem-estar geral, dependendo da pessoa, posso ter uma melhora da glicose depois de uma hipoglicemia novamente”.

Para Andréa, a praia também pode se tornar uma aliada contra a ressaca se for utilizada como cenário de alongamentos e caminhadas. “Para ativar o corpo a responder melhor”, explicou. Para isso, é necessário estar hidratado e protegido contra o sol com chapéus e protetor solar.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

eua-afunda-tres-navios-e-mata-dez-rebeldes-houthis-no-mar-vermelho

G1 Mundo

EUA afunda três navios e mata dez rebeldes houthis no Mar Vermelho

O porta-voz dos rebeldes, Yahya Saree, afirmou na rede social X (antigo Twitter) que dez de seus integrantes morreram em "um ataque das forças do inimigo americano contra três barcos das forças navais iemenitas". Uma fonte portuária informou anteriormente que "dez rebeldes morreram e outros dois ficaram feridos no ataque americano contra embarcações huthis que tentavam interceptar um barco no mar em frente a Hodeida", no Iêmen. Os feridos foram […]

today31 de dezembro de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%