G1 Mundo

Eleição na UE e expectativa sobre Trump animam direita no Brasil; ‘Disputa municipal será um massacre sobre o PT’

today10 de junho de 2024 9

Fundo
share close

Por Daniela Lima

Apresentadora do Conexão GloboNews.



Ex-chefe da Casa Civil de Bolsonaro e presidente do PP, Ciro Nogueira prevê centro-direita vitoriosa em pleito municipal e discussão de elegibilidade de Bolsonaro no próximo ano.


“PT será massacrado nas cidades”, avalia Ciro Nogueira

“PT será massacrado nas cidades”, avalia Ciro Nogueira

“A eleição municipal vai ser um massacre para o PT”, crava o presidente do Progressistas, o senador Ciro Nogueira (PP-PI). Político experiente, ícone do centrão, Ciro foi ministro da Casa Civil de Bolsonaro e tem fama no Congresso e em Brasília pela acuidade de seus diagnósticos.

O senador trabalha com dados. Pesquisa debaixo do braço e planilhas, muitas planilhas sobre as candidaturas mais competitivas do país.

“Nas grandes cidades (mais de 100), o PT só tem candidatura competitiva em 11”, ele diz. “Vai ser uma surra do centro e da centro-direita.”

O ex-ministro de Bolsonaro faz a previsão de olho nos resultados que a direita e a extrema direita têm colhido mundo afora. O crescimento da extrema direita no Parlamento Europeu e as boas chances de Donald Trump na eleição americana são citados como “sinais” de uma tendência pró-direita.

“Se o Trump vencer a eleição a correlação de forças muda muito no Brasil. Antes eu achava impossível Bolsonaro recuperar sua elegibilidade. Agora, acho difícil, não impossível“, diz Ciro.

Para o aliado do ex-presidente, uma eventual vitória de Trump traria apoio à empreitada por viabilizar uma anistia a Bolsonaro, em especial com a mudança de comando no Congresso, que vai eleger os novos presidentes da Câmara e do Senado no ano que vem.

“Na Câmara, a anistia a Bolsonaro passa fácil. No Senado, com Pacheco, não. A eleição nos dá oportunidade de colocar o assunto na mesa, diz Ciro”.

A chancelaria de Lula também analisou o resultado da eleição no Parlamento europeu. Na avaliação dos auxiliares do presidente, apesar do avanço da extrema direita, os partidos de centro manterão com facilidade a maioria.

O cenário que suscita mais atenção é o da França, onde Macron chamou novas eleições na tentativa de dar uma resposta ao avanço do partido de Marine Le Pen no parlamento europeu.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

por-que-direita-radical-avancou-tanto-na-eleicao-da-uniao-europeia

G1 Mundo

Por que direita radical avançou tanto na eleição da União Europeia

Embora provavelmente não da maneira que gostaria. Enquanto os votos para o Parlamento Europeu ainda estavam sendo apurados, Macron dominava as manchetes dos jornais. Extrema-direita avança nas eleições europeias Ele havia cogitado esta ideia no ano passado, após perder maioria no Parlamento nas últimas eleições gerais na França, mas poucos esperavam esta medida agora. É uma grande aposta. De uma posição de fraqueza. Emmanuel Macron se descreve como um centrista […]

today10 de junho de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%