G1 Mundo

Em Dia da Vitória mais enxuto por ameaça da Ucrânia, Putin diz haver ‘guerra real’ contra Rússia

today9 de maio de 2023 14

Fundo
share close

A data marca a vitória de tropas soviéticas sobre a Alemanha nazista, há 78 anos. O discurso do presidente do país, Vladimir Putin, foi menos agressivo e mais curto que no ano passado, e a tradicional parada militar na Praça Vermelha, menos numerosa (leia mais abaixo).

Por cerca de dez minutos, Putin disse que:

  • Uma “guerra real” está sendo travada pelo Ocidente contra a Rússia;
  • O mundo está novamente em um ponto de virada – em referência ao momento em que a União Soviética conteve as tropas nazistas, no fim da 2ª Guerra Mundial;
  • As “elites globalistas ocidentais” semeam a russofobia;
  • O povo ucraniano se tornou “refém de um golpe de Estado” e das ambições do Ocidente.

“Hoje, a civilização está novamente em um ponto de virada decisivo. Uma verdadeira guerra foi desencadeada contra nossa pátria. Nós repelimos o terrorismo internacional”, afirmou.



Putin discursou na Praça Vermelha, em Moscou, nesta terça-feira (9) — Foto: Reuters

O desfile militar, que todos os anos toma a Praça Vermelha, em Moscou, também foi mais contido este ano:

  • Apenas um tanque desfilou, acompanhado de blindados e porta-mísseis;
  • Neste ano, foram canceladas as tradicionais procissões do “Regimento Imortal”, nas quais multidões de cidadãos saíam às ruas segurando retratos de parentes que morreram ou serviram na Segunda Guerra Mundial;
  • Pela primeira vez, não houve nenhum avião, helicóptero ou equipamento aéreo na parada.
  • As tropas também foram menos numerosas – cerca de 8 mil soldados desfilaram, contra 14 mil em 2020, mesmo durante a pandemia.

Sem mencionar a falta de efetivo e as dificuldades enfrentadas pelos soldados no front, Putin disse estar “rezando” pelas forças russas na Ucrânia. “Todo o país se uniu para apoiar nossos heróis. Todos estão prontos para ajudar, rezando por vocês”, disse ele.

O presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, tradicional aliado da Rússia, foi o único líder estrangeiro presente no desfile. , com pouco equipamento militar e sem uso de aviação. Apenas um tanque participou.

Nesta foto de arquivo de 2 de maio de 1945, soldados soviéticos hasteiam a bandeira vermelha sobre o Reichstag após a queda de Berlim, uma das imagens icônicas da Segunda Guerra Mundial tiradas pelo renomado fotógrafo Yevgeny Khaldei — Foto: Yevgeny Khaldei/iTAR-TASS file photo via AP

A derrota da Alemanha nazista pelas tropas da então existente União Soviética no fim da Segunda Guerra Mundial, é o triunfo militar mais reverenciado da Rússia, ao lado da vitória sobre o imperador francês Napoleão Bonaparte, em 1812.

No dia 8 de maio de 1945, as forças Aliadas triunfaram sobre o regime nazista, cujas tropas se renderam, marcando então o fim guerra.

Com isso, a partir de 1967, nos países que estavam sob a influência da antiga União Soviética, o Dia da Vitória começou a ser celebrado em 9 de maio – porque, no horário da Rússia, já passava da meia-noite. A data também virou feriado nacional naquele ano.

A maioria dos países europeus ocidentais comemora o Dia da Vitória em 8 de maio.

Destroços de um míssil russo atingiram uma casa nos arredores de Kiev em 9 de maio de 2023 — Foto: Polícia Ucraniana/via REUTERS

Mais cedo, a Ucrânia foi alvo de novos ataques russos. Autoridades do país disseram ter conseguido derrubar 23 dos 25 mísseis que foram lançados contra Kiev. Não há informações de feridos.

Esta foi a segunda noite consecutiva de grandes ataques aéreos russos e a quinta até agora neste mês.

Destroços caíram sobre uma casa no distrito de Holosiivsky, no sudoeste de Kiev, mas causaram poucos danos, disse o prefeito da capital, Vitalii Klitschko.

Moscou nega ter como alvo civis e diz que seus ataques aéreos visam reduzir a capacidade de combate da Ucrânia.

Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen durante visita à Kiev em 9 de maio de 2023 — Foto: Viacheslav Ratynskyi/REUTERS

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen viajou até Kiev nesta terça para conversar com o presidente Volodymyr Zelensky.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

na-ucrania,-alemanha-ainda-busca-restos-mortais-de-soldados-da-2o-guerra-mundial

G1 Mundo

Na Ucrânia, Alemanha ainda busca restos mortais de soldados da 2º Guerra Mundial

Os moradores do local teriam recolhido os cadáveres, na maioria de soldados feridos que estavam sendo evacuados, e os enterrado num cemitério atrás da igreja. Depois da independência da Ucrânia, em 1991, moradores teriam colocado cruzes sobre os túmulos improvisados. Em abril, em meio à guerra na Ucrânia, os restos mortais desses 41 soldados da antiga Wehrmacht, as forças armadas do regime nazista, foram desenterrados por especialistas da Comissão Alemã […]

today9 de maio de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%