G1 Mundo

Em discurso de Ano Novo, Vladimir Putin afirma que Rússia não vai recuar

today31 de dezembro de 2023 5

Fundo
share close

Presidente não mencionou a Ucrânia, mas prestou homenagem aos soldados russos: “nossos heróis”.


Foto de 28 de dezembro mostra o presidente Vladimir Putin em reunião com CEO de uma estatal russa — Foto: Sputnik/Gavriil Grigorov/Kremlin via Reuters



O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou neste domingo (31) que o seu país “nunca recuará” depois de ter “defendido firmemente” os seus interesses em 2023, no seu discurso de Ano Novo, sem mencionar explicitamente a Ucrânia.

“Provamos repetidamente que podemos resolver as tarefas mais difíceis e que nunca recuaremos porque nenhuma força pode nos dividir”, disse ele na televisão.

Mesmo que Vladimir Putin não tenha mencionado diretamente o conflito na Ucrânia, iniciado há quase dois anos, o presidente fez várias alusões à guerra, como, por exemplo, prestando homenagem aos soldados, “nossos heróis”.

Mas ao contrário do ano passado, quando o presidente apareceu ladeado por soldados fardados, desta vez Putin proclamou que o ano de 2024 seria o da “família”, face ao cenário tradicional do Kremlin.

Em 2023, “defendemos firmemente os nossos interesses nacionais, a nossa liberdade e a nossa segurança, os nossos valores”, afirmou neste discurso transmitido pela primeira vez no Extremo Oriente russo, tendo em conta a diferença de fusos horários com Moscou.

O presidente afirmou que a Rússia, que vive “uma fase histórica”, estará “ainda mais forte” no próximo ano.

Durante os seus desejos no ano passado, Vladimir Putin assegurou que a “correção moral e histórica” estava “do lado” da Rússia.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

por-que-o-ano-nao-acaba-a-meia-noite-de-31-de-dezembro,-nem-dura-sempre-o-mesmo-tempo

G1 Mundo

Por que o ano não acaba à meia-noite de 31 de dezembro, nem dura sempre o mesmo tempo

É o último dia do calendário gregoriano, o convencional de 365 dias (mais um nos anos bissextos, como foi 2020 e será 2024) que rege o Ocidente desde que o calendário juliano deixou de ser usado, em 1582. A virada celebra o fim de um ciclo que marca o tempo de várias culturas há milênios: uma volta completa da Terra em torno de sua estrela. "O que tradicionalmente entendemos por […]

today31 de dezembro de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%