Gospel Prime

Em meio ao caos no Haiti, missão busca distribuir alimentos

today3 de abril de 2024 1

Fundo
share close

Uma missão está em curso para distribuir alimentos para pessoas famintas no Haiti, em meio ao caos causado pela escalada da violência de gangues no país caribenho.

Segundo Baptist Standart, nos últimos dias, a Texans on Mission teve que redirecionar seus esforços para ajudar a combater a fome entre os haitianos.

“É uma situação simplesmente desesperadora. O Haiti está repleto de pessoas famintas”, relatou o missionário Ernie Rice, apoiado pela organização missionária americana.

Ernie começou seu trabalho de assistência aos haitianos em 2010, após o terremoto que devastou o país e matou cerca de 300 mil pessoas.

Desde então, o cristão tem prestado ajuda à nação através de sua ONG Good for Haiti. Com uma igreja situada nas montanhas, a missão oferece educação básica e técnica para os haitianos, além de pregar o Evangelho em uma região que já foi dominada pelas práticas do vodu.



“Quando cheguei lá, a presença do vodu ainda era forte. Mas a pregação de Cristo realmente fez recuar o vodu”, testemunhou Ernie.

O missionário explicou que, com as gangues controlando a infraestrutura de transporte e comunicação, a fome aumentou no Haiti. “As gangues têm controle total sobre a capital, Porto Príncipe”, disse ele.

Atuando no interior do país, Ernie afirmou que está em uma área relativamente tranquila, por enquanto. “Minha missão está no campo, no topo de uma montanha. São pessoas boas, trabalhadoras, resilientes, hospitaleiras e amorosas. Há um grupo lá que busca a Deus com todas as suas forças”, destacou.

No último domingo (31), Ernie distribuiu alimentos e suprimentos para os membros de sua igreja após o Culto de Páscoa.

“É difícil para mim ver os rostos dos meus amigos marcados pela fome e pelo estresse. A magreza deles apenas aumenta a necessidade em minha mente e me deixa muito grato”, confessou o missionário, agradecendo o recente envio de fundos da Texans on Mission.

Além de fornecer alimentos, a missão também está combatendo o desemprego e a fome a longo prazo no Haiti, por meio de escolas de ensino básico e técnico.

O Haiti tem enfrentado uma agitação civil e uma onda de violência, após gangues armadas invadirem duas prisões e libertarem quase 4 mil presos no início de março.

Estima-se que os criminosos já controlem 80% da capital, levando o governo a decretar estado de emergência na cidade, conforme reportagem do PBS News Hour.

Segundo um relatório da Iniciativa Global Contra o Crime Organizado Transnacional, divulgado em fevereiro, as gangues haitianas estão equipadas com armamento militar e arrecadam cerca de 25 milhões de dólares por ano através de sequestros.

O controle exercido por esses grupos armados tem dificultado o trabalho diário da igreja e das missões no país. Nos últimos anos, missionários estrangeiros e líderes locais tornaram-se alvos frequentes de sequestros.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

vitoria-feminina:-stf-garante-salario-maternidade-sem-restricoes

Pleno News

Vitória feminina: STF garante salário-maternidade sem restrições

Elisângela Coelho - 03/04/2024 10h43 Vitória feminina: STF garante salário-maternidade sem restrições Foto: Pixabay Recentemente, o Supremo Tribunal Federal (STF) emitiu uma decisão histórica, por maioria de votos, declarando a inconstitucionalidade da exigência de dez meses de contribuição para que as trabalhadoras autônomas e seguradas especiais tenham direito ao salário-maternidade pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Essa decisão marca uma importante mudança na proteção social das mulheres que contribuem […]

today3 de abril de 2024 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%