G1 Mundo

Entenda como funciona o projeto que acolhe repatriados da Faixa de Gaza e refugiados no interior de SP

today27 de dezembro de 2023 9

Fundo
share close

🌎 A instituição foi criada com o objetivo de acolher, inicialmente, um grupo de refugiados afegãos, mas já recebeu pessoas do Paquistão, Irã e Venezuela. Vinculado a uma autarquia missionária presbiteriana, o projeto oferece às famílias:

  • Acolhimento primário;
  • Aulas de português;
  • Emissão de documentos;
  • Assessoria jurídica;
  • Cuidados médicos;
  • Acompanhamento socioassistencial.

Esta, inclusive, não é a primeira vez em que a instituição recebe brasileiros que estavam na Faixa de Gaza. Nas duas primeiras missões de repatriação, que aconteceram em novembro e no início de dezembro, a iniciativa fez o acolhimento de outras 20 pessoas.



👉 Coordenadora do projeto, Jennifer Forte Soares destaca que há parcerias com o Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, que conecta refugiados a locais que têm estrutura para recebê-los.

“Somos parceiros da ACNUR por ser o órgão da ONU [Organização das Nações Unidas] que representa os refugiados. Estamos sempre em contato com eles para capacitações, para realização de atividades que abranjam esse público. Temos uma parceria para saber quantos refugiados tem no aeroporto que podemos receber mediante as vagas que temos aqui”, explica.

Não há prazo máximo para que os acolhidos fiquem no local. “Parceiros nossos realizam o pagamento de um aluguel, a reinserção no mercado de trabalho e ajudam durante um ano, podendo ser estendido, e só assim eles deixam a vila. Ou, caso queiram deixar por conta própria, porque conseguiram casa ou emprego por conta própria”, detalha Jennifer.

O espaço, localizado em uma área rural, possui um prédio administrativo, salas de aula para crianças e adultos, alojamentos, restaurante com cozinha industrial, auditório para cultos, parquinho, campo de futebol, piscina e horta. A localização exata não foi divulgada por motivos de segurança.

Voo com brasileiros repatriados da Faixa de Gaza saiu de Brasília — Foto: Força Aérea Brasileira

A aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou da capital do país às 9h15. Os passageiros foram retirados do Cairo, capital do Egito, e fizeram parte do terceiro voo de repatriação de brasileiros que estavam na área afetada pelo conflito entre Israel e o Hamas.

Desde o início do conflito, em 7 de outubro, 1.555 pessoas e 53 animais domésticos foram resgatados.

Oito embarques saíram de Tel Aviv com brasileiros e parentes que estavam em Israel, um da Jordânia com resgatados da Cisjordânia e outros dois que decolaram do Cairo com repatriados da Faixa de Gaza.

Quem é quem no conflito Israel x Hamas

Quem é quem no conflito Israel x Hamas

*Sob supervisão de Gabriella Ramos.

VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘cirurgias-quase-na-escuridao-e-ao-som-de-bombas’:-o-relato-dramatico-da-1a-cirurgia-formada-na-faixa-de-gaza

G1 Mundo

‘Cirurgias quase na escuridão e ao som de bombas’: o relato dramático da 1ª cirurgiã formada na Faixa de Gaza

"Tinha muitas ambições e ideias sobre como melhorar os cuidados de saúde", diz ela, que esperava um dia abrir sua própria clínica. Mas, oito semanas depois, seu único desejo era de que a sua família sobrevivesse aos ataques de Israel. "As prioridades de todos mudaram e agora só pensamos em permanecer vivos". Sara trabalhou no maior hospital de Gaza, Al Shifa, no norte do território, desde que se formou. No […]

today27 de dezembro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%