G1 Mundo

Entenda como funcionam as reuniões do Conselho da ONU

today8 de dezembro de 2023 2

Fundo
share close

O órgão se encontra sempre que há uma convocação por parte do presidente do Conselho, exercida por diferentes integrantes do grupo (entenda mais abaixo). Normalmente, os 15 países-membros são chamados para debaterem e votarem soluções sobre conflitos mundiais.

O grupo é composto por cinco países com assentos permanentes — EUA, Reino Unido, China, Rússia e França — que, nas votações, possuem o poder de vetar resoluções (entenda mais abaixo) e 10 outros países com assentos rotativos. Todos os anos, a Assembleia Geral elege cinco membros não permanentes para um mandato de dois anos. Os 10 assentos são divididos da seguinte maneira:

  • 5 para África e Ásia
  • 1 para a Europa Central
  • 2 para a América Latina
  • 2 para a Europa Oriental



De acordo com o site da ONU, “os integrantes são responsáveis por manter a paz e a segurança internacionais através de planos e medidas diplomáticas (…) [Bem como] investigar qualquer disputa ou situação que possa levar a atritos entre países e recomendar soluções para possíveis conflitos”

O grupo também pode pedir para que os países-membros apliquem sanções econômicas e outras medidas que não envolvam o uso da força para prevenir ou limitar uma agressão.

Por exemplo, durante o conflito na Ucrânia, o Conselho se reuniu para votar sanções econômicas contra os russos — como a Rússia é um dos membros permanentes, vetou a resolução (veja mais abaixo).

As soluções votadas no Conselho precisam de 9 votos favoráveis para serem aprovadas. No entanto, os países com assentos permanentes podem vetar a proposta aprovada. Esses membros também podem se abster de votar — ou seja, na prática, deixando a resolução ser aprovada.

As reuniões podem acontecer com portas abertas ou fechadas, a depender da vontade do grupo. Se não houver transmissão ao público, o Conselho emite um comunicado informando a decisão.

Representante brasileiro no Conselho de Segurança da ONU com a placa de reconhecimento como Presidente do Conselho — Foto: Jornal Nacional/ Reprodução

A presidência do Conselho é exercida alternadamente por cada um dos países membros durante um mês, seguindo a ordem alfabética dos nomes dos países em inglês. Por exemplo, neste mês, quem está presidindo é o Equador, no mês seguinte será a França.

O presidente é responsável por abrir a sessão, presidir a votação e convocar reuniões com, no máximo, 14 dias de intervalo entre elas.

Apesar de liderar a reunião, o voto do presidente tem o mesmo peso dos demais integrantes da cúpula — exceto se for um membro permanente.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

Notícias

Putin anuncia que tentará reeleição para a presidência da Rússia

O anúncio foi feito durante uma cerimônia de condecoração a soldados no Kremlin. O porta-voz do governo confirmou a candidatura. De acordo com as reformas constitucionais — que ele próprio orquestrou —Putin está apto a concorrer a mais dois mandatos de seis anos, podendo permanecer no poder até 2036. Tendo o controle do sistema político da Rússia, a vitória de Putin é praticamente garantida. Os principais opositores que poderiam desafiá-lo nas urnas estão presos ou vivendo no exterior, e a […]

today8 de dezembro de 2023 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%