G1 Mundo

Entenda por que a Índia pode mudar o próprio nome e passar a se chamar Bharat

today5 de setembro de 2023 7

Fundo
share close

No sábado (9) começa o encontro dos líderes dos países que compõem o G20, o grupo de maiores economias do mundo na cidade de Nova Delhi, no país de Bharat. Esse é o nome de país que vai constar nos convites para o jantar entre os chefes de Estado, mas trata-se da mesma nação conhecida como Índia.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, mudou o nome de Índia para a palavra em sânscrito que descreve o país no convite do jantar –e pode ser que, no futuro, Bharat se torne o nome oficial.

Segundo a rede de televisão News18, fontes governamentais anônimas afirmaram que os deputados de Modi, o BJP, podem apresentar uma resolução para dar proeminência ao uso oficial de Bharat.



O nome Bharat já é usado em algumas circunstâncias.

Bharat é uma palavram em sânscrito que, de acordo com acadêmicos, já constava em textos hindus antigos. A palavra também significa Índia em Hindi.

O BJP, o partido de Modi, tem a palavra no próprio nome: a sigla significa Bharatiya Janata Party.

Os defensores da mudança afirmam que a palavra Índia foi uma imposição dos britânicos, que colonizaram o país por cerca de 200 anos, até a independência, em 1947.

O BJP é um partido nacionalista, e tem mudado nomes de lugares em cidades onde está no poder.

A oposição a Modi é contra a mudança.

A aliança de partidos de oposição é uma frente que adota a palavra INDIA como sigla (significa Aliança Inclusiva de Desenvolvimento Nacional Indiano em inglês).

Veja abaixo um vídeo sobre protestos de muçulmanos na Índia.

Protestos contra lei que exclui muçulmanos de ganhar cidadania na Índia deixa seis mortos

Protestos contra lei que exclui muçulmanos de ganhar cidadania na Índia deixa seis mortos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

racismo-sistemico:-relatorio-da-onu-aponta-desafios-para-afrodescendentes-na-vida-publica;-situacao-do-brasil-preocupa

G1 Mundo

Racismo sistêmico: relatório da ONU aponta desafios para afrodescendentes na vida pública; situação do Brasil preocupa

O documento reforça que as experiências da escravidão e do colonialismo também são raízes da marginalização e exclusão que afetam as populações afrodescendentes até os dias de hoje. Alerta sobre racismo sistêmico: relatório aponta desafios para afrodescendentes na vida pública Um relatório divulgado nesta terça-feira (5) pelo Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos aponta que o racismo sistêmico ainda é um desafio para a participação significativa de afrodescendentes […]

today5 de setembro de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%