Gospel Prime

Erdogan chama de “massacre” resposta de Israel em Gaza

today11 de outubro de 2023

Fundo
share close

O ditador turco, Recep Tayyip Erdogan, condenou a resposta de Israel aos ataques do grupo terrorista Hamas, afirmando que o bloqueio israelense e os bombardeios na Faixa de Gaza equivaleram a um “massacre”. A Turquia se ofereceu para mediar as conversações, embora Israel tenha dito que ainda é prematuro discutir mediação.

Em um discurso perante o seu partido no parlamento, Erdogan afirmou que até a guerra tem uma “moral”, mas os eventos desde o fim de semana “violaram muito severamente” essa moral.

Além disso, Erdogan criticou Israel por privar as pessoas de necessidades fundamentais e bombardear áreas residenciais. Ele mencionou a interrupção de eletricidade e água em Gaza, juntamente com a destruição de infraestruturas.

Segundo The Jerusalem Post, a Turquia, que apoiou os palestinos no passado e abrigou membros do Hamas, tem trabalhado para melhorar as relações com Israel após anos de animosidade. Ao contrário da União Europeia e dos Estados Unidos, Ancara não considera o Hamas uma organização terrorista.

Erdogan responsabilizou Israel por ataques “desproporcionais” em Gaza, argumentando que faltam fundamentos éticos. Ele instou a comunidade internacional a evitar tomar lados precipitadamente e destacou que deixar questões não resolvidas poderia levar a conflitos mais graves no futuro. Ele encorajou outros países a adotar uma posição justa e equilibrada com base na humanidade de ambas as partes.



Enquanto a Turquia não acusa diretamente Israel, ela alega que os combates são resultado de anos de injustiças contra os palestinos e que a única solução é a formação de um estado palestino soberano por meio de uma solução de dois estados. A Turquia tem uma posição diferenciada em relação ao Hamas em comparação com a União Europeia e os EUA, já que não considera o grupo como uma organização terrorista.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

paquistao-condena-muculmano-a-prisao-por-matar-mulher-crista-que-recusou-casamento

Gospel Prime

Paquistão condena muçulmano a prisão por matar mulher cristã que recusou casamento

Um tribunal no Paquistão sentenciou um homem muçulmano a 25 anos de prisão por matar uma mulher cristã que rejeitou sua proposta de casamento. Shani, também conhecido como Muhammad Shahzad, foi condenado por assassinar Sonia Allah Rakha, uma mulher cristã de 24 anos, em Islamabad em 30 de novembro de 2020. O crime ocorreu em Islamabad em 30 de novembro de 2020. Sonia foi baleada por Shani depois que sua […]

today11 de outubro de 2023 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%