G1 Santos

Especialista resgata ‘fotos perdidas’ e antes e depois de Santos impressiona até os moradores da cidade

today26 de janeiro de 2023 14

Fundo
share close

Um trabalho feito pelo especialista em imagens antigas Miguel Luís Betti proporciona uma espécie de viagem no tempo. Betti, que dedica parte do tempo a resgatar fotos históricas, consegue mostrar, por meio das imagens, histórias e, ao mesmo tempo, sentimentos. Ao g1, o especialista explicou a técnica e mostrou algumas fotos exclusivas da cidade de Santos, no litoral de São Paulo, que comparamos com os tempos atuais.

Segundo o psicólogo e professor universitário Paulo Muniz, acessar fotografias antigas da cidade pode servir como um “resgate de memórias” para os moradores mais antigos e, também, uma forma de mostrar como o município já foi para os mais novos. No entanto, o impacto pode ser positivo ou negativo, o que, ainda de acordo com ele, depende do momento atual que a pessoa se encontra, e do passado, como estava quando a imagem foi feita.

“A pessoa que busca ver essas fotos quer encontrar algo de positivo. Isso impacta de forma positiva na sua saúde mental e emocional. Geralmente, quando, de forma voluntária, nós buscamos algumas fotos, escolhemos momentos mais gostosos e agradáveis da nossa vida passada para revisitá-los”, afirmou o psicólogo.



Imagem Miguel Luis Betti/Arquivo Imagem Alexsander Ferraz/A Tribuna

Avenida da Praia com o Canal 6, em Santos, SP. À esquerda, o registro é de 1929. À direita, é de 2022. — Foto 1: Miguel Luis Betti/Arquivo — Foto 2: Alexsander Ferraz/A Tribuna

Betti começou a se interessar por imagens antigas para decorar o quarto, quando ainda morava com os pais, mas não imaginava que essa paixão viraria trabalho. Ele tem um estabelecimento no bairro Gonzaga, onde vende reproduções fotográficas.

O especialista possui um acervo com milhares de cartões postais, revistas e fotos antigas de diversos temas e cidades. Segundo ele, apenas da cidade de Santos são aproximadamente 150 imagens. Esse conteúdo é fotografado por Betti e passado para o computador, onde é feita a edição e ampliação. Após esse trabalho, Betti faz a impressão e transforma as fotos em quadros (veja o vídeo do processo abaixo).

Especialista em imagens antigas mostra processo de reprodução fotográfica

Especialista em imagens antigas mostra processo de reprodução fotográfica

Ao g1, o especialista contou que já viu o seu trabalho impactar muita gente, o que, para ele, vale pelas pessoas que “não se deixam envolver pela nostalgia”.

“Teve uma foto em que aparecia a casa da avó de um menino e causou muita emoção. Outra foto, do Gonzaga, que tinha uma sorveteria, um senhor falou: ‘poxa, vida! Quando eu era pequeno, meus pais me levavam aqui’. Tem várias pessoas que se identificam e que tem relação com essas fotos“, disse.

Imagem Miguel Luis Betti/Arquivo Imagem Alexsander Ferraz/A Tribuna

Antes e depois da Avenida Almirante Cochrane, em Santos, SP — Foto 1: Miguel Luis Betti/Arquivo — Foto 2: Alexsander Ferraz/A Tribuna

“Você fica olhando aquilo [fotos antigas] e fico imaginando como seria entrar em uma confeitaria, tomar um chá, cumprimentar o meu vizinho com um chapéu, tirar o chapéu. Então, eu dou uma viajada nisso”, afirmou.

Ele acrescenta que esses registros nos ajudaram a chegar no momento em que estamos. No entanto, de acordo com Betti, é triste ver que essas imagens são pouco exploradas.

“Vai para o exterior, falam bastante do lugar, você chega lá, não é tudo isso, mas é que eles douram a pílula de uma maneira que a gente aqui faz ao contrário. A gente tem um pé de limão e não consegue fazer uma limonada“, finaliza.

Imagem Miguel Luis Betti/Arquivo Imagem Alexsander Ferraz/A Tribuna

Avenida da Praia, na direção da Avenida Conselheiro Nébias, em Santos, SP — Foto 1: Miguel Luis Betti/Arquivo — Foto 2: Alexsander Ferraz/A Tribuna

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

empresario-sequestrado-reconhece-cativeiro-onde-casais-foram-mantidos-em-sp:-‘minha-vida-ficou-destruida’

G1 Santos

Empresário sequestrado reconhece cativeiro onde casais foram mantidos em SP: ‘minha vida ficou destruída’

Um cativeiro onde dois casais foram mantidos presos por uma quadrilha de bandidos durante sequestro em Cubatão (SP), enquanto familiares faziam transferências bancárias ao grupo em busca da liberação dos parentes, foi usado para o mesmo crime há aproximadamente dois meses. Ao g1, um empresário do município, de 47 anos, revelou ter identificado, a partir das imagens exibidas pela reportagem, o espaço onde esteve sob a vigilância de 11 homens […]

today26 de janeiro de 2023 15

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%