G1 Mundo

Estado Islâmico assume atentado a hotel em Cabul, no Afeganistão

today12 de dezembro de 2022 11

Fundo
share close

O hotel tem muitos clientes da China.

Homens armados abriram fogo dentro do hotel e pelo menos três homens armados foram mortos pelas forças de segurança. O Hospital de Emergência de Cabul, administrado por uma organização italiana sem fins lucrativos, informou ter recebido 21 vítimas – 18 feridos e três mortos na chegada.

Um porta-voz da polícia de Cabul disse à imprensa que o ataque foi cometido por “elementos mal-intencionados”.



Uma pessoa pula da janela de um hotel no bairro de Shahr-e-Naw em meio a sons de tiros em Cabul, Afeganistão, em 12 de dezembro de 2022 — Foto: Reprodução/Twitter via Reuters

“Todos os clientes do hotel foram resgatados, e não morreu nenhum estrangeiro. Apenas dois clientes estrangeiros ficaram feridos, ao se jogarem de um andar superior”, disse no Twitter o porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid.

O ataque aconteceu no bairro de Shahr-e-naw, uma das principais áreas comerciais da capital. O bairro abriga o Hotel Longan de Cabul, frequentado por empresários chineses. Eles têm viajado cada vez mais ao Afeganistão desde a volta dos talibãs ao poder em agosto de 2021.

Correspondentes da AFP que estavam perto do local ouviram várias explosões e tiros. Alguns jornais locais relataram informações similares. Um vídeo que circulou nas redes sociais mostrava pessoas amontoadas nas janelas dos andares inferiores do prédio. Em outra gravação, chamas e colunas de fumaça podiam ser vistas, saindo de outra parte do imóvel.

Pequim não reconheceu o governo talibã oficialmente, mas é um dos poucos países a manter presença diplomática no país. A China compartilha uma fronteira de 76 quilômetros com o Afeganistão e teme que o país possa se tornar uma base para separatistas da minoria uigur, originária da sensível região fronteiriça de Xinjiang.

Os talibãs prometeram, no entanto, que o Afeganistão não seria usado como base para ativistas uigures. Em troca, a China ofereceu apoio econômico para a reconstrução do país.

– Atentados em série – A principal preocupação de Pequim é manter um ambiente estável no Afeganistão, após duas décadas de guerra. A China busca garantir segurança em suas fronteiras e investimentos estratégicos no Paquistão, seu vizinho comum.

Os talibãs também contam com a China para transformar uma das maiores reservas de cobre do mundo em uma área de mineração. A exploração ajudaria a ajustar os rumos de um país com falta de liquidez e castigado por sanções econômicas internacionais.

A China detém os direitos de importantes projetos no Afeganistão, como a mina de cobre de Mes Aynak, na província de Logar (leste). Porém, ainda não iniciou nenhum deles.

Desde seu retorno ao poder, os talibãs afirmam que melhoraram a segurança no país, apesar do número de atentados cometidos nos últimos meses. Vários deles foram reivindicados pelo braço local do grupo extremista Estado Islâmico.

Não é a primeira vez que estrangeiros são alvo no país. Em 2 de dezembro, uma agente de segurança ficou ferida, após vários disparos contra a embaixada do Paquistão em Cabul. O EI, que assumiu a autoria do ataque, confirmou que mirava no “embaixador paquistanês e em seus guardas”.

Em 5 de setembro, dois funcionários da embaixada russa em Cabul e quatro afegãos também morreram perto do prédio, em um atentado suicida também reivindicado pelo braço local do EI. Foi o primeiro ataque contra uma representação diplomática desde a volta dos extremistas ao poder.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

homem-ataca-3-pessoas-com-machado-em-supermercado-na-franca

G1 Mundo

Homem ataca 3 pessoas com machado em supermercado na França

Segundo jornal local, autor do ataque usou machado contra si mesmo e também ficou ferido. Três pessoas ficaram feridas depois de serem atacadas na noite desta segunda-feira (12) por um homem com um machado em um supermercado em Jeumont, norte da França, informou o jornal local "La Voix du Nord". Duas das vítimas ficaram gravemente feridas, enquanto os ferimentos da terceira pessoa foram menos graves. O periódico, que não divulgou […]

today12 de dezembro de 2022 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%