G1 Mundo

Estados Unidos têm cerca de 30 mil tropas americanas no Oriente Médio; entenda onde estão e o que fazem lá

today1 de fevereiro de 2024 5

Fundo
share close

Desde o início da guerra entre Israel e Hamas, os EUA voltaram a enviar tropas ao Oriente Médio, além de navios militares.

Há temor de que a redução das tropas americanas no Afeganistão abra espaço para que grupos radicais se expandam — Foto: Getty Images/BBC



O número de tropas norte-americanas no Oriente Médio foi significativamente reduzido em 2021, após uma retirada de soldados no Afeganistão.

Neste texto você vai ver:

  1. Onde estão as tropas dos EUA no Oriente Médio?
  2. Qual a importância da base bombardeada na Jordânia?
  3. Por que os EUA têm tropas no Oriente Médio?
  4. As bases americanas no Oriente Médio são atacadas com frequência?

A maior base militar dos EUA no Oriente Médio está localizada no Catar. É conhecida como Base Aérea de Al Udeid e foi construída em 1996.

Os EUA têm aproximadamente 900 tropas na Síria, em bases pequenas como o Campo Petrolífero de Al Omar e Al-Shaddadi, principalmente no nordeste do país. Há um posto avançado próximo à fronteira do país com o Iraque e a Jordânia, conhecido como a guarnição de Al Tanf.

No Iraque, há 2.500 militares distribuído em instalações como Union III e a base aérea Ain al-Asad, embora as negociações estejam em andamento sobre o futuro dessas tropas.

Tropas americanas e sírias fazem a primeira patrulha em conjunto neste domingo (8) — Foto: BULENT KILIC / AFP

Base bombardeada na Jordânia

A base militar da Jordânia bombardeada por grupos apoiados pelo Irã no sábado (27) fica em uma posição estrategicamente importante no país, porque é o ponto mais próximo das fronteiras com a Síria e o Iraque.

Conhecida como Torre 22, a base está próxima à guarnição de Al Tanf, localizada do outro lado da fronteira, na Síria, onde há um pequeno contingente de tropas dos EUA. Tanf teve um papel importante no combate ao Estado Islâmico e faz parte da estratégia dos EUA para conter a expansão militar do Irã no leste da Síria.

Três militares americanos morrem em ataque na Jordânia

Três militares americanos morrem em ataque na Jordânia

Por que os EUA têm tropas no Oriente Médio?

Os EUA mantém tropas no Oriente Médio por diferentes razões, e, com exceção da Síria, estão lá com a permissão do governo de cada país.

Em alguns países, como Iraque e Síria, as tropas norte-americanas estão lá para combater militantes do Estado Islâmico e também para auxiliar as forças locais. No entanto, nos últimos anos esses militares têm sido alvo de ataques de forças apoiadas pelo Irã e têm revidado ativamente.

A Jordânia, aliada-chave dos EUA no Oriente Médio, conta com centenas de instrutores americanos e realiza extensivos exercícios militares ao longo do ano.

Em outros casos, como no Catar e nos Emirados Árabes Unidos (EAU), as tropas dos EUA estão presentes para tranquilizar aliados, realizar treinamentos e serem usadas conforme necessário em operações na região.

As bases americanas no Oriente Médio são atacadas com frequência?

As bases dos EUA são altamente protegidas, com sistemas de defesa aérea para se proteger contra mísseis ou drones. As instalações em países como Catar, Bahrein, Arábia Saudita e Kuwait geralmente não são alvo de ataques.

Já as tropas alocadas no Iraque e na Síria têm sido frequentemente atacadas nos últimos anos. Desde 7 de outubro de 2023, as tropas norte-americanas foram atacadas mais de 160 vezes por milícias apoiadas pelo Irã, resultando em cerca de 80 feridos, sem contar com o ataque de domingo à base da Jordânia, que deixou outros 40 feridos.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

distribuicao-de-camisinhas-nos-jogos-da-juventude,-para-atletas-de-idades-entre-15-e-19-anos,-desperta-reacao-de-pais-na-coreia-do-sul

G1 Mundo

Distribuição de camisinhas nos Jogos da Juventude, para atletas de idades entre 15 e 19 anos, desperta reação de pais na Coreia do Sul

Prova disso é o catarinense Zion Bethonico, de 17 anos, que levou o bronze no snowboard cross e conquistou a primeira medalha do Brasil na história das Olimpíadas de Inverno – sejam adultas ou para jovens. No entanto, os Jogos de Gangwon serão lembrados também por uma polêmica – pelo menos por parte da população coreana conservadora. Os organizadores do evento estão sob pressão de uma associação de pais sul-coreana, […]

today1 de fevereiro de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%