G1 Mundo

Estoque de comida em períodos de emergência: conheça as dicas da agência especializada dos EUA

today5 de outubro de 2023 5

Fundo
share close

O disparo em massa de mensagens foi um teste para garantir que o sistema nacional de alerta é funcional. A ação foi feita pela Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (Fema, na sigla em inglês).

Esse é um órgão do governo dos EUA que entra em cena quando há uma tragédia.

Um dos materiais didáticos que a Fema disponibiliza ao público é um guia sobre como preparar um estoque de comida para um desastre que deixe as pessoas isoladas e sem acesso a supermercados ou restaurantes.



A primeira dica da agência é manter suprimento para duar duas semanas. O estoque deve conter produtos enlatados, comidas secas e itens básicos.

A Fema afirma que é melhor privilegiar alimentos que não exigem refrigeração, água, preparação especial ou cozimento.

A lista é dividida em prazo de validade dos itens.

Itens que duram até seis meses:

  • Leite em pó (em caixas)
  • Frutas secas
  • Bolachas secas e crocantes
  • Batatas

Itens que duram até um ano:

  • Sopas enlatadas de carne e vegetais
  • Frutas enlatadas, sucos de frutas e legumes
  • Cereais prontos para consumo e cereais instantâneos não cozidos
  • Manteiga de amendoim
  • Geléia
  • Balas duras e nozes enlatadas
  • Vitaminas

Podem ser armazenados sem prazo se isso for em condições adequadas:

  • Trigo
  • Óleos vegetais
  • Milho seco
  • Fermento em pó
  • Soja
  • Café instantâneo, chá e cacau
  • Sal
  • Refrigerantes não carbonatados
  • Arroz branco
  • Massa seca
  • Leite em pó (em latas hermeticamente fechadas com nitrogênio)

A agência dá várias dicas de armazenamento, como manter os alimentos em um local seco e, preferencialmente, escuro. A Fema recomenda que se abra as caixas com cuidado para que elas possam ser bem fechadas após o uso.

Há uma regra para manter o suprimento chamada “primeiro que entra é o primeiro que sai”. Ou seja, os itens comprados faz mais tempo serão consumidos antes daqueles comprados posteriormente. É um jeito de evitar que a comida estrague.

Estoque de comida durável — Foto: Arquivo Pessoal

Quando começar a faltar comida

A Fema afirma que pessoas saudáveis podem sobreviver com metade da ingestão de alimentos usual por um período prolongado e até mesmo sem qualquer alimento por muitos dias.

Por isso, os alimentos podem ser racionados com segurança, exceto para crianças e mulheres grávidas.

Com água, a história é outra, ninguém pode ficar muito tempo sem água. Se o estoque de líquido estiver baixo, a agência recomenda evitar alimentos salgados.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

insultos-e-tumulos-profanados:-como-extrema-direita-alimenta-odio-aos-cristaos-em-jerusalem

G1 Mundo

Insultos e túmulos profanados: como extrema direita alimenta ódio aos cristãos em Jerusalém

Israel condena cada novo ataque contra cristãos, mas as autoridades do Estado hebreu raramente reprimem os agressores, segundo relata o correspondente da RFI em Jerusalém, Sami Boukhelifa. No entanto, a violência vem sendo pontualmente documentada. Vídeos mostram regularmente judeus ultrarreligiosos atacando membros da comunidade cristã. Entrevistado no início deste ano, Miran Gregorian, um comerciante cristão na Cidade Velha de Jerusalém, filmou um grupo de jovens colonos israelenses vandalizando seu restaurante. […]

today5 de outubro de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%