G1 Mundo

EUA apreendem 50 toneladas de munição e armas ilegais em rota do Irã para o Iêmen

today3 de dezembro de 2022 13

Fundo
share close

As forças navais dos Estados Unidos no Oriente Médio interceptaram um navio de pesca contrabandeando mais de 1 milhão de munição, além de armas, no Golfo de Omã, ao longo de uma rota marítima do Irã ao Iêmen, segundo um comunicado da marinha americana divulgado neste sábado (3).

A tripulação da base marítima Lewis B. Puller, que atua também no Golfo Pérsico, no Mar Vermelho e no Canal de Suez, disse que descobriu a carga ilícita durante uma verificação de rotina.

“Essa interdição significativa mostra claramente que a transferência ilegal de ajuda letal e o comportamento desestabilizador do Irã continuam”, disse o vice-almirante Brad Cooper, do Comando Central dos Estados Unidos.



“As forças navais dos EUA continuam focadas em dissuadir e interromper atividades marítimas perigosas e irresponsáveis na região”, disse Cooper.

O fornecimento, venda ou transferência direta ou indireta de armas para os rebeldes houthis no Iêmen viola a Resolução 2216 do Conselho de Segurança da ONU e o direito internacional, diz o comunicado.

O governo do Iêmen, apoiado por uma coalizão militar liderada pela Arábia Saudita, acusa o Irã de apoiar os rebeldes, o que Teerã nega.

Desde 2014, o conflito no Iêmen deixou centenas de milhares de mortos e mergulhou o país mais pobre da Península Arábica em uma das piores crises humanitárias do mundo.

Em novembro, um outro navio que transportava material explosivo do Irã foi interceptado pela Marinha dos Estados Unidos também no Golfo de Omã.

Segundo o governo americano, o navio, que representava “um perigo para a navegação mercante”, foi afundado em 13 de novembro e seus quatro tripulantes iemenitas foram transferidos para o Iêmen.

As forças dos EUA encontraram a bordo mais de 70 toneladas de perclorato de amônio e mais de 100 toneladas de fertilizantes à base de ureia, substâncias que podem ser usadas para fazer combustível de mísseis e explosivos.

Essa quantidade é “suficiente para alimentar mais de uma dúzia de mísseis balísticos de médio alcance, dependendo de seu tamanho”, disse o vice-almirante Brad Cooper na época.

De acordo com o comunicado, o navio foi interceptado em 8 de novembro quando estava “em trânsito do Irã por uma rota historicamente usada para tráfico de armas para os houthis”.

Uma grande quantidade de materiais usados em explosivos, fertilizante e perclorato de amônio, foi encontrada em um compartimento de um navio de pesca no Golfo de Omã, em 8 de novembro de 2022 — Foto: Forças Navais dos EUA/NAVCENT




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

guerra-na-ucrania:-russia-enfrentara-teto-de-preco-para-importacao-de-petroleo

G1 Mundo

Guerra na Ucrânia: Rússia enfrentará teto de preço para importação de petróleo

“O G7 e a Austrália (…) chegaram a um consenso sobre um preço máximo de US$ 60 por barril para o petróleo bruto de origem russa transportado por via marítima”, anunciaram estes países em um comunicado conjunto divulgado nesta sexta-feira (2). A secretária do Tesouro americano, Janet Yellen, saudou o anúncio em um comunicado, que "é o resultado de meses de esforços de nossa coalizão". O acordo foi possível graças […]

today3 de dezembro de 2022 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%