G1 Mundo

EUA autorizam extradição do ex-presidente do Peru condenado por receber propina da Odebrecht

today22 de fevereiro de 2023 11

Fundo
share close

Toledo foi condenado em seu país por receber propina da brasileira Odebrecht em troca de favorecimento em obras públicas. Gesto de Washington foi visto como sinalização de diálogo com atual governo interino do Peru.


No Peru, Ministério Público pediu a prisão preventiva de Alejandro Toledo — Foto: Karel Navarro/AP



Em um movimento incomum, os Estados Unidos autorizaram a extradição do ex-presidente peruano Alejandro Toledo para responder em seu país por crimes de corrupção, segundo a Promotoria do Peru.

Toledo, que governou o país latino-americano entre 2001 e 2006, foi condenado pela Justiça por ter recebido mais de R$ 175 milhões (na cotação atual) da construtura brasileira Odebrecht em um esquema de favorecimento de contrato de obras públicas. Ele cumpre prisão domiciliar nos Estados Unidos desde 2019.

A autorização de extradição por parte de Washington foi vista como uma possível sinalização do presidente dos EUA, Joe Biden, de mais diálogo com o atual governo do Peru, comandando pelo governo interino de Dina Boluarte.

Boluarte assumiu após o ex-presidente Pedro Castillo, de quem era vice, ser preso por tentar dar um golpe de Estado, no fim do ano passado. Ela enfrenta uma onda de protestos no país que pedem novas eleições.

A Procuradoria peruana indica que está “realizando a coordenação” com as autoridades “nacionais e estrangeiras” para “a execução da extradição”.

Toledo faz parte da lista de ex-presidentes peruanos com processos judiciais ou condenados por corrupção:

  • Alberto Fujimori (1990-2000);
  • Ollanta Humala (2011-2016);
  • Pedro Pablo Kuczynski (2016-2018);
  • Martín Vizcarra (2018- 2020);
  • Pedro Castillo (2021-2022).

Os promotores peruanos pedem uma pena de prisão de 20 anos e seis meses para Toledo, que admitiu ter recebido parte da propina da Odebrechet, mas alegou ser inocente e que foi o falecido empresário Josef Maiman que estava à frente dessas negociações, segundo a imprensa peruana.

Alejandro Toledo reside nos Estados Unidos desde que deixou a presidência. Ele chegou a voltar ao Peru para concorrer às eleições presidenciais em 2011, mas foi derrotado no primeiro turno.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sempre-sonhei-em-ser-‘dono-de-casa’:-os-pais-que-preferem-cuidar-dos-filhos-a-trabalhar-fora

G1 Mundo

Sempre sonhei em ser ‘dono de casa’: os pais que preferem cuidar dos filhos a trabalhar fora

O que é menos provável que ele te diga é o que está, na verdade, mais próximo da realidade. "Sou um pai dono de casa", afirma. Lange, de 52 anos, mora em Ohio, nos Estados Unidos. Ele trabalhou com branding e desenvolvimento de produtos por 30 anos. Em 2020, decidiu ficar em casa para cuidar dos filhos. "Mas acho que nunca diria isso a ninguém ou me apresentaria dessa maneira", […]

today22 de fevereiro de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%