G1 Mundo

EUA enviam general de alto escalão para Israel em meio a risco de ataque do Irã

today12 de abril de 2024 3

Fundo
share close

O general Michael E. Kurilla se reuniu com autoridades das Forças Armadas de Israel depois de o presidente Biden reafirmar seu apoio ao país no caso de um ataque iraniano, apesar das críticas pontuais de Washington à campanha militar em Gaza.

Em várias cidades israelenses o sinal de GPS está bloqueado, na tentativa de evitar ataques de mísseis ou drones. Além disso, funcionários do governo americano no país estão proibidos de deixar as cidades de Tel Aviv, Jerusalém e Bersebá.

Na Europa, Reino Unido e França emitiram alertas para que cidadãos não viajem ao Irãe a Israel. A Índia fez uma recomedação similar. Já a Rússia está desaconselhando viagens a todo o Oriente Médio.



No caso de uma agressão, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, promete atacar diretamente o Irã — o que deflagraria uma crise regional de maiores proporções.

Segundo o “New York Times”, o general Kurilla vai coordenar com Israel um plano de ação contra uma possível retaliação do Irã, além de discutir a guerra contra o Hamas, em Gaza, e as operações de ajuda humanitária ao território.

Os atritos recentes entre Israel e Irã atrapalham as negociações por um cessar-fogo em Gaza e pela libertação dos reféns israelenses em poder do Hamas.

Ao mesmo tempo, a fome extrema avança em Gaza, sobretudo na região norte do território palestino, segundo a chefe da USAID, a Agência Humanitária dos EUA. Segundo Samantha Power, o fluxo de ajuda humanitária não aumentou no território, conforme o prometido por Netanyahu uma semana atrás.

No último dia 1º, Aviões militares de Israel atingiram o consulado do Irã em Damasco, na Síria, e mataram Mohammad Reza Zahedi, comandante sênior da Guarda Revolucionária do Irã, de acordo com a mídia estatal iraniana.

A Guarda Revolucionária do Irã anunciou que sete de seus membros, entre eles três comandantes, morreram no bombardeio israelense. Segundo a organização, além de Mohammad Reza Zahedi, os comandantes mortos incluem Mohammad Hadi Haji Rahimi, nº 2 de Zahedi, e outro comandante sênior. Os três fariam parte da Força Qods, o braço de operações exteriores do grupo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%