G1 Mundo

Ex-aliado de Vladimir Putin e ex-primeiro-ministro da Rússia é declarado ‘agente estrangeiro’

today25 de novembro de 2023 7

Fundo
share close

A Justiça da Rússia determinou nesta sexta-feira (24) que o ex-primeiro-ministro Mikhail Kasyanov, que hoje faz críticas ao governo do país e que deixou a Rússia denunciando a ofensiva na Ucrânia, é um “agente estrangeiro”.

Kasyanov foi o primeiro chefe de governo de Vladimir Putin, no início dos anos 2000. Entre 2000 e 2004, Kasyanov foi primeiro-ministro da Rússia. Anos mais tarde, ele se tornou um crítico do presidente russo.

Antes da guerra na Ucrânia, Kasyanov liderava o Partido da Liberdade do Povo, um pequeno partido liberal. Em junho de 2022, ele anunciou que havia deixado a Rússia.



Agora, ele tem um registro como “agente estrangeiro”, u rótulo ofensivo.

O ministério afirma que Kasyanov se opôs à “!operação militar especial na Ucrânia” (a guerra) e é membro do Comitê Antiguerra da Rússia, “uma associação cujas atividades visam desacreditar a política externa e interna russa”.

Esse “comitê”, de atividades muito limitadas, foi criado em 2022 no exterior por opositores russos, incluindo o ex-oligarca exilado Mikhail Khodorkovsky.

O status de “agente estrangeiro” impõe fortes restrições administrativas às pessoas ou entidades rotuladas, como um controle frequente de suas fontes de financiamento. Também exige que qualquer publicação, incluindo em redes sociais, seja acompanhada da etiqueta “agente estrangeiro”.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

os-restos-de-comandante-da-2a-guerra-identificados-quase-80-anos-apos-sua-morte

G1 Mundo

Os restos de comandante da 2ª Guerra identificados quase 80 anos após sua morte

O tenente Gene F. Walker estava lutando contra as forças nazistas perto da fronteira entre a Alemanha e a Bélgica quando seu M4 Sherman foi atingido por um tiro antitanque. Sua tripulação escapou da explosão, mas foi impedida de recuperar o corpo do comandante devido a intensos combates. Quase 80 anos depois, investigadores militares dos EUA identificaram os restos mortais do militar. O tenente Walker, natural do estado de Indiana, […]

today25 de novembro de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%