G1 Santos

Ex-deputado puxa motoboy pela mochila após entregador se recusar a subir até apartamento; VÍDEO

today21 de junho de 2023 5

Fundo
share close

O ex-deputado estadual Luciano Batista, de 59 anos, foi filmado puxando um motoboy pela mochila depois do profissional ter se recusado a subir até o apartamento dele em São Vicente, no litoral de São Paulo. O político informou ter reagido após pegar o pacote com a comida e ouvir: “vai tomar no c*”. As imagens obtidas pelo g1, nesta quarta-feira (21), mostram o momento do desentendimento. (veja o vídeo acima).

À reportagem, Luciano contou pedir comida por delivery constantemente e está acostumado com os motoboys subindo ao apartamento. Desta vez, o porteiro informou que o entregador havia se recusado. O ex-deputado disse, inclusive, ter descido com R$ 5 para dar de gorjeta, mas que o profissional “foi grosso”, “estava impaciente” e não recebeu.

“Eu falei: ‘Boa noite. Pô, e aí amigão? Não quis subir? Todo mundo sobe quando chega aqui’ […]. Ele virou para mim com a maior cara e falou: ‘Então, mas eu não sou todo mundo. Eu não vou subir. E se roubarem a minha moto?'”, relatou o ex-deputado.



Ex-deputado se desentende com motoboy que não teria subido ao apartamento dele em São Vicente, SP — Foto: Reprodução

Luciano disse que começou a explicar para o motoboy que não teria perigo, já que haviam seguranças e porteiros no condomínio. De acordo com o ex-deputado, após ouvir queixas do entregador, avisou que começaria a pedir comida de outro restaurante.

Luciano disse que após pegar o pacote com a comida o motoboy se virou e disse “vai tomar no c*”, o que o fez colocar a encomenda no chão, ir atrás do profissional e puxá-lo pela mochila. O deputado contou como teria se desenrolado o diálogo:

  • Eu puxei ele com força e falei: ‘Você mandou eu tomar no c*?’.
  • Ele disse: ‘não, desculpa aí’.
  • [Eu falei:] ‘Está bom, moleque. Você não pode sair por aí mandando um homem tomar no c*, entendeu? Isso não existe, rapaz’.
  • Ele: ‘ah, desculpa aí’.
  • Falei: ‘está desculpado’, soltei a mochila, peguei as minhas coisas e subi”

Discussão foi iniciada após motoboy mandar ex-deputado ‘tomar no c*’ em São Vicente (SP) — Foto: Reprodução/Instagram e Reprodução/Marcelo Ricky

Após o desentendimento, Luciano afirmou que o motoboy teria dito ter recebido um ‘mata leão’ e diversos socos, o que, segundo o ex-deputado, o motivou a pegar as imagens das câmeras de monitoramento para mostrar o que aconteceu.

O vídeo do desentendimento foi registrado por uma câmera de monitoramento do prédio e passou a ser compartilhado em aplicativos de mensagens.

Até o momento, nenhuma das partes registrou um Boletim de Ocorrência (BO). O g1 entrou em contato com o motoboy, mas não teve resposta sobre o caso.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘me-cobri-com-sangue-para-escapar’:-o-relato-de-sobrevivente-de-ataque-a-escola-em-uganda

G1 Mundo

‘Me cobri com sangue para escapar’: o relato de sobrevivente de ataque a escola em Uganda

"Passei o sangue dos meus colegas mortos na boca, nas orelhas e na cabeça para os agressores pensarem que eu estava morto", disse ele, quando o encontramos no Hospital Geral de Bwera, no distrito de Kasese. O presidente da Uganda, Yoweri Museveni, culpou as Forças Democráticas Aliadas (ADF, na sigla em inglês) pelo ataque, acrescentando que "estavam possivelmente trabalhando com outros criminosos, porque ouvi dizer que houve algumas disputas na […]

today21 de junho de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%