G1 Mundo

Ex-presidente do Peru Pedro Castillo pode pegar 34 anos de prisão por tentativa de golpe de Estado

today13 de janeiro de 2024 4

Fundo
share close

O Ministério Público do Peru solicitou, nesta sexta-feira (12), 34 anos de prisão para o ex-presidente Pedro Castillo.; Ele é acusado de rebelião por sua tentativa fracassada de dissolver o Congresso e “perpetrar um golpe de Estado” em dezembro de 2022.

Segundo o pedido apresentado ao tribunal, o ex-presidente é acusado de perpetrar o golpe de Estado de 7 de dezembro de 2022.

O documento foi entregue ao juiz responsável pelo caso, Juan Carlos Checkley, que deverá revisar os fundamentos da acusação nas próximas semanas.



Castillo, de 54 anos, cumpre pena de prisão preventiva até dezembro de 2025.

Em 7 de dezembro de 2022, Castillo leu uma mensagem ao país anunciando a dissolução do Congresso e a convocação de uma Assembleia Constituinte.

Após sua manobra fracassada contra o Legislativo, Castillo foi demitido e levado em 7 de dezembro para o presídio de Barbadillo, uma pequena prisão para presidentes dentro da sede da Diretoria de Operações Especiais da Polícia, ao leste de Lima.

Castillo defendeu a sua inocência. “Nunca peguei em armas”, disse ele em audiências perante magistrados, indicando que o seu pedido de dissolução do Congresso não foi consumado porque as suas ordens não foram seguidas pelas Forças Armadas.

O ex-presidente (2021-2022) reiterou a sua versão de que foi destituído do cargo no âmbito de uma suposta conspiração política entre o Congresso de direita e o Ministério Público, que o investigava por suposta corrupção.

O ex-presidente peruano, eleito em 2021 para governar até 2026, foi destituído quando estava no poder há 17 meses.

Sua vice-presidente, Dina Boluarte, tomou posse em meio a manifestações que exigiam sua renúncia, o fechamento do Congresso e a antecipação das eleições para 2023.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ex-soldado-do-exercito-morre-baleado-pela-policia-em-comunidade-no-litoral-de-sp:-‘revolta-e-tristeza’

G1 Santos

Ex-soldado do Exército morre baleado pela polícia em comunidade no litoral de SP: ‘revolta e tristeza’

Um jovem, de 20 anos, morreu após ser baleado durante uma abordagem policial em Santos, no litoral de São Paulo. Ao g1, uma pessoa próxima a Erick Marley contou, neste sábado (13), que o rapaz era ex-soldado do Exército Brasileiro e foi alvejado enquanto conversava com amigos na Vila dos Criadores. A Polícia Civil alegou que ele reagiu à investida dos agentes em um ponto de drogas. Segundo a Secretaria […]

today13 de janeiro de 2024 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%