G1 Santos

Ex-vereador cassado é acusado de agredir moradores durante reunião de condomínio no litoral de SP

today24 de março de 2024 6

Fundo
share close

O desentendimento entre o síndico e os moradores começou durante a assembleia geral ordinária do edifício Golfinho, que era realizada na Associação Comercial de São Vicente, neste sábado (23).

Ao g1, Solange Coelho Garcia, de 70 anos, contou que as reuniões do condomínio sempre são complicadas e, na assembleia, ficou em dúvida sobre documentos que Eduardo disse ter. Por isso, ela pediu para vê-los, mas o síndico negou entregar, até que, em determinado momento, jogou a pasta com força na mão dela.

“Eu sou uma pessoa de 70 anos, então o pessoal todo se revoltou”, disse, contando que a confusão teve início e a Polícia Militar (PM) foi acionada. “Ele jogou uma outra condômina na parede, bateu em outra moça também”, relembrou a mulher.



O empresário Luiz César Marques Pereira, de 30 anos, disse ter presenciado as agressões. “Não tem vítima por parte do pessoal do síndico, só tem vítima por parte dos moradores”, enfatizou.

Segundo Luiz e Solange, além das mulheres, um idoso também acabou machucado durante a confusão. “Todos [agredidos] por ele, porque o cara é um armário, tem quase dois metros de altura”, relatou o empresário.

Ainda segundo os moradores, não é o primeiro caso de agressão em que Eduardo se envolve. O primeiro aconteceu aproximadamente em 2011. “Houve uma reunião onde um grupo provou que ele desviou R$ 91 mil do condomínio e nessa reunião também deu confusão […]. Eu fiquei toda roxa porque já me agarrei nas pastas, ele queria tirar as pastas de mim e me pressionou”, disse Solange.

De acordo com Eduardo Oliveira, apesar da confusão generalizada, não aconteceu nenhuma agressão. “Eu represento mais do que 60% das unidades do prédio e eles [moradores] quiseram fazer um motim desde o início, antes de começar a reunião. Depois que acabou a reunião, eu tentei sair, fecharam a porta e começou um empurra-empurra. Nada mais do que isso”, disse em entrevista à TV Tribuna, afiliada da Globo na Baixada Santista.

Ele disse que é síndico há 14 anos e não existe decisão judicial para que sejam devolvidos valores referentes a 2011. “Se eu tivesse qualquer tipo de problema ou tivesse qualquer medida judicial, eu teria que ter devolvido algum dinheiro. Minhas contas todas foram aprovadas e anualmente nós temos a assembleia”, esclareceu.

A Polícia Militar encaminhou os envolvidos para a Delegacia Sede de São Vicente, onde o caso foi registrado como lesão corporal.

Procurada pelo g1, a administradora responsável pelo edifício e a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) não se manifestaram até a publicação desta reportagem.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

eua-dizem-que-estado-islamico-e-‘unico-responsavel’-por-ataque-em-moscou,-e-que-ucrania-nao-tem-envolvimento

G1 Mundo

EUA dizem que Estado Islâmico é ‘único responsável’ por ataque em Moscou, e que Ucrânia não tem envolvimento

"No início de março, o Governo dos EUA partilhou informações com a Rússia sobre o planejamento de um ataque terrorista em Moscou. Também emitimos um aviso público aos americanos na Rússia em 7 de março. O Estado Islâmico é o único responsável por este ataque. Não houve qualquer envolvimento ucraniano", disse Watson. No pronunciamento, o primeiro de Putin depois do ataque, o líder russo afirmou que todos os terroristas que […]

today24 de março de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%