G1 Mundo

Família de brasileira que diz ter sido agredida por marido coreano confirma retorno dela ao Brasil

today5 de dezembro de 2023 7

Fundo
share close

Dois dias depois de a brasileira Jackeliny Bastos, 34 anos, usar redes sociais para denunciar ter sido agredida e expulsa de casa sem dinheiro algum pelo marido coreano, a família dela, que mora em Santarém, oeste do Pará, conseguiu arrecadar o dinheiro necessário para ela voltar ao Brasil nesta segunda-feira (4).

Ainda muito abalada com tudo que foi relatado pela filha, Rubenita Bastos, confirmou ao g1 que Jackeliny deve chegar ao Brasil ainda hoje, e que ela não vê a hora de reencontrar e acolher a filha.

Jackeliny, que estava morando na Coreia do Sul, usou suas redes sociais no último sábado (2) para pedir socorro.



“Me ajudem, fui agredida e jogada para fora de casa pelo meu marido”.

Jackeliny conheceu o homem identificado como Jinyong Lee em uma rede de relacionamentos, em março de 2022. Em novembro do mesmo ano ele veio ao Brasil para que os dois se conhecessem pessoalmente. A brasileira se apaixonou pelo coreano que demonstrava ser um homem educado e afetuoso, e não demorou para que ela fosse morar com ele na Coreia do Sul.

Ainda de acordo com os relatos da brasileira, em redes sociais, pouco tempo depois de chegarem à Coreia, Jinyong Lee mudou de comportamento, mostrando uma face violenta.

“Eu fui enganada, vivi um casamento maravilhoso, onde tudo era bom, mas ele se transformou em duas semanas. Ele não me deixava ter acesso ao celular, eu nem comia porque tudo era jogado na minha cara, ele dizia que só ele comprava. Eu não almoçava e às vezes nem jantava”, contou Jackeliny, em vídeo publicado no Instagram.

Jackeliny Bastos diz ter sido enganada pelo marido coreano, que mostrou outra face duas semanas após ela chegar a Coreia do Sul — Foto: Reprodução / Instagram

Jackeliny afirmou que além de ter sido agredida, foi colocada para fora de casa pelo marido, sem acesso a seus cartões de crédito. E que sua situação não ficou pior, porque ela foi acolhida por mulheres coreanas que se sensibilizaram com a situação da brasileira.

A família ainda tenta levantar mais algum dinheiro para custear a passagem de Jackeliny de São Paulo para Santarém, no oeste do Pará.

VÍDEOS: Mais vistos do g1 Santarém e Região




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

venezuela-x-guiana:-o-que-acontece-apos-referendo-ser-aprovado

G1 Mundo

Venezuela x Guiana: o que acontece após referendo ser aprovado

Após o referendo, o presidente da Guiana, Irfaan Ali, afirmou que "não há o que temer", e o ministro do Trabalho do país, Deodat Indar, disse que o governo não vai tolerar nenhuma invasão ao território de seu país. No domingo, Indar participou de uma marcha com moradores de Essequibo perto da fronteira atual com a Venezuela. A secretária de América Latina e Caribe do Ministério das Relações Exteriores do […]

today5 de dezembro de 2023 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%