G1 Mundo

Família palestina com cidadania brasileira não sabe se virá ao Brasil por razões financeiras

today13 de outubro de 2023 12

Fundo
share close

De qualquer forma, para ficarem em segurança e proporcionarem aos filhos uma rotina “um pouco mais normal”, eles ficarão no abrigo onde estão os brasileiros à espera de repatriação, numa escola católica.

Destruição em Gaza após bombardeio israelense. — Foto: Adel Hana/AP



Mohammad Farahat também pontuou que a casa da família foi destruída e ele não sabe o que virá após o fim do conflito, porque, Gaza já vivia uma crise antes dos ataques.

“Podem apoiar na cobertura do transporte aqui e o custo dos bilhetes, da residência e da estadia no Egito, na Ásia, e também a viagem para o Brasil. Eu preciso dos bilhetes de novo. Mas, infelizmente, eles não vão cobrir o período de hospedagem no Brasil e caso precisemos viajar para a Turquia, para outro lugar, isso também deve ser pago por nós. Vamos dizer que… eu me recuso”, afirmou ele.

O Escritório de Representação do Brasil em Ramala, cidade da Cisjordânia onde fica a sede da Autoridade Palestina, aguarda a formação de um corredor humanitário, em território do Egito, para retirar brasileiros de Gaza.

Tanque dispara projétil em foto registrada perto da Faixa de Gaza em 12 de outubro de 2023 — Foto: Ronen Zvulun/Reuters

A FAB informou que o acionamento da aeronave ocorreu em “caráter de urgência”.

No sexto dia de guerra, ONU diz que situação em Gaza é desastrosa

No sexto dia de guerra, ONU diz que situação em Gaza é desastrosa

Segundo o Planalto, a operação para resgatar brasileiros no conflito entre Israel e o grupo terrorista Hamas havia sido tema de reunião virtual liderada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na manhã desta quinta, com a participação do ministro da Defesa, José Múcio.

A Faixa de Gaza, controlada pelo grupo terrorista Hamas, vem sendo alvo de bombardeios por parte de Israel, uma resposta ao ataque-surpresa feito pelo Hamas contra o território israelense no último sábado (7).

Estilhaços atingem escola onde brasileiros se abrigam na Faixa de Gaza

Estilhaços atingem escola onde brasileiros se abrigam na Faixa de Gaza

O que aconteceu até agora?

▶️ Como foi o ataque? As ações se concentraram perto da fronteira da Faixa de Gaza, de onde Hamas lançou 5 mil foguetes.

Por terra, ar e mar, com motos e parapentes, homens armados invadiram o território israelense pelo sul do país.

Houve relatos de que os invasores atiraram em pessoas que estavam nas ruas e sequestraram dezenas de israelenses (incluindo mulheres e crianças), levados como reféns para Gaza.

▶️ Como foi a resposta de Israel? Diante da ofensiva do Hamas, o governo israelense iniciou uma retaliação.

“Estamos em guerra e vamos ganhar”, disse o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, logo após o ataque. “O nosso inimigo pagará um preço que nunca conheceu.”

Ainda em 7 de outubro, Israel lançou bombas em direção à Faixa de Gaza.

▶️ Quantas pessoas morreram? O balanço mais recente das autoridades locais indicava, na manhã desta terça-feira, que mais de 1.600 pessoas morreram. Mais de 900 foram em Israel. O Ministério da Saúde de Gaza informou ter registrado 770 mortes de palestinos.

▶️ O que é e onde fica Faixa de Gaza? É o território palestino localizado em um estreito pedaço de terra na costa oeste de Israel, na fronteira com o Egito.

Marcado por pobreza e superpopulação, tem 2 milhões de habitantes morando em um território de 360 km². Para se ter uma ideia desse tamanho em comparação com cidades brasileiras, o território é um pouco maior que o da cidade de Fortaleza (312.4 km²) e menor que o de Curitiba (434,8 km²).

Tomada por Israel na Guerra dos Seis Dias, em 1967, e entregue aos palestinos em 2005, Gaza vive um bloqueio de bens e serviços imposto por seus vizinhos de fronteira.

▶️ Qual é o histórico do conflito na região? A disputa entre Israel e Palestina se estende há décadas e já resultou em inúmeros enfrentamentos armados e mortes.

Em sua forma moderna, remonta a 1947, quando a Organização das Nações Unidas (ONU) propôs a criação de dois Estados, um judeu e um árabe, na Palestina, sob mandato britânico.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

militares-israelenses-pedem-para-que-palestinos-deixem-a-cidade-de-gaza-em-ate-24-horas

G1 Mundo

Militares israelenses pedem para que palestinos deixem a Cidade de Gaza em até 24 horas

O porta-voz do exército afirmou que a "evacuação é para a própria segurança" dos habitantes da Faixa de Gaza e recomendou que as pessoas só voltem à Cidade de Gaza quando o governo israelense permitir. Palestinos temem que a ordem seja um indicativo de que o exército israelense entre por terra em Gaza. Pouco tempo antes do pronunciamento nas redes sociais do exército, a Organização das Nações Unidas (ONU) disse, […]

today13 de outubro de 2023 79

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%