Gospel Prime

Felipe Valadão é denunciado por suposto ataque contra religiões africanas

today23 de maio de 2022 17

Fundo
share close

O pastor Felipe Valadão foi acusado de proferir supostas “ofensas de caráter racista religioso” contra líderes espirituais de religiões de matrizes africanas na última quinta-feira (19), por usar o termo “endemoniados” para se referir aos pais de santo e profetizar o fechamento espiritual dos terreiros de umbanda.

Duas denúncias junto ao Ministério Público foram apresentadas contra o pastor, em uma clara ameaça a liberdade religiosa. Uma partiu do deputado Átila Nunes (MDB) e outra foi apresentada pela deputada estadual Renata Souza (PSOL).

Valadão é pastor da Lagoinha Niterói, no Rio de Janeiro, e pregava em Itaboraí, município do Rio de Janeiro, quando usou as palavras com peso religioso, que tinham como objetivo expressar o desejo de que os pais de santo se convertessem ao Cristianismo.

“Avisa aí para esses endemoniados de Itaboraí que o tempo da bagunça espiritual acabou. A igreja está na rua! A igreja está de pé! Pode matar galinha, pode fazer farofa, pode fazer o que quiser. E ainda digo mais: prepara para ver muito centro de umbanda fechado na cidade (…) Deus vai começar a salvar esses pais de santo que tem aqui na cidade”, disse o pastor durante a explanação.

O deputado Átila Nunes (MDB) informou que o Ministério Público e a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) devem investigar o caso, já que o evento contou com apoio da Prefeitura de Itaboraí.



“O ódio religioso promovido e financiado por Itaboraí precisa ser investigado. Preparamos uma representação ao Ministério Público contra o autointitulado pastor e contra o prefeito de Itaboraí, que patrocinou o show de horrores com dinheiro público. Também vamos pedir que a Decradi entre no caso para que ameaças contra a liberdade de toda a diversidade não sejam banalizadas. Não vamos permitir que a violência volte a silenciar os cultos afro-brasileiros no Rio”, disse.

Já a deputada Renata Souza (PSOL), apontou que o evento teve patrocínio da Prefeitura Municipal, o que supostamente agravaria o sentido e o alcance das falas do pastor.

“Não bastasse o descalabro da pregação, é preciso registrar que essa possível prática criminosa ocorreu em evento público patrocinado pela Prefeitura Municipal, agravando assim o seu sentido e alcance”, relatou o documento.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

estudantes-da-em.-dirce-valerio-realizam prova-sobre-educacao-financeira

Prefeitura de Guarujá

Estudantes da E.M. Dirce Valério realizam prova sobre educação financeira

Avaliação faz parte de uma das etapas do Projeto Aprender Valor, do Governo Federal Em Guarujá, os alunos da Escola Municipal Dirce Valério (Jardim Tejereba) realizaram uma prova a fim de observar o nível de conhecimento no campo da educação financeira. A ação é uma das etapas do ‘Aprender Valor’, um programa do Governo Federal, que está sendo implantado em caráter piloto, na rede municipal de ensino. A avaliação com […]

today23 de maio de 2022 48

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%