G1 Mundo

Fila de 20 quilômetros: atrasos paralisam caminhões na fronteira entre EUA e México; veja fotos

today5 de outubro de 2023 11

Fundo
share close

Um grupo de logística afirmou que o valor de mercadorias paradas é de mais de US$ 1,5 bilhão (R$ 7,8 bilhões).

A fila é resultado de atrasos da alfândega dos EUA. Há um número recorde de imigrantes na fronteira.

As autoridades norte-americanas fecharam as passagens e impuseram verificações extras de segurança.



Em alguns pontos da fronteira, o processamento de carga foi temporariamente suspenso para permitir que os funcionários da alfândega ajudassem no processamento de imigrantes que chegavam fora das passagens oficiais.

O grupo de transporte automotivo Canacar expressou em comunicado “profunda preocupação” com as inspeções do Texas em caminhões que cruzam a fronteira do México, que estariam impedindo a entrada de mais de US$ 1,5 bilhão em mercadorias nos EUA.

“Essa medida gerou uma crise que resultou em fechamentos, desvios, tempos de travessia mais longos e reduções significativas nos volumes de exportação de diferentes produtos do México para os EUA”, disse o Canacar.

A declaração do grupo foi feita um dia depois que o governo do Estado de Chihuahua disse que os custos de uma queda acentuada nos caminhões de carga com destino aos Estados Unidos totalizaram quase US$ 1 bilhão em cerca de duas semanas.

Além da desaceleração de caminhões e carretas, milhares de vagões ferroviários também ficaram parados nos últimos dias, depois que autoridades da fronteira suspenderam temporariamente o processamento na ponte internacional de travessia ferroviária em Eagle Pass, no Texas.

Alguns trens de carga com destino aos EUA também foram interrompidos quando uma grande operadora mexicana de trens de carga suspendeu temporariamente as operações depois que migrantes morreram ou se feriram ao pular nos trens.

As medidas fizeram com que o Ministério das Relações Exteriores do México pedisse às autoridades dos Estados Unidos que não tomassem “medidas unilaterais” que complicassem ainda mais o comércio.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ataque-contra-academia-militar-na-siria-deixa-100-mortos

G1 Mundo

Ataque contra academia militar na Síria deixa 100 mortos

O ataque não foi reivindicado imediatamente, mas a forma de ataque é condizente com os ataques de grupos jihadistas que controlam parte do território sírio, que às vezes empregam drones armados. O ataque deixou dezenas de mortos Cerca de 100 pessoas morreram nesta quinta-feira (5) em um ataque com drones a uma academia militar na cidade de Homs, na Síria, durante uma cerimônia de promoção de militares, segundo dados do […]

today5 de outubro de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%