G1 Mundo

‘Fuja pela sua vida’ diz alerta de TV japonesa a brasileiros sobre riscos de tsunami após terremoto

today1 de janeiro de 2024 6

Fundo
share close

Itamaraty divulgou nota expressando ‘solidariedade e informando que não tem dados sobre cidadãos brasileiros mortos ou feridos até o momento.’




TV japonesa alerta brasileiros sobre a possibilidade de tsunami

TV japonesa alerta brasileiros sobre a possibilidade de tsunami

Uma TV japonesa fez um alerta a brasileiros sobre riscos de tsunami após terremoto de 7.6. ‘Fuja pela sua vida’. O anúncio da Sun Television (veja vídeo acima) é escrito em português.

O governo do Japão emitiu o alerta para risco de tsunami na costa oeste do país após uma série de terremotos na região. Por conta dos tremores, Rússia, Coreia do Norte e Coreia do Sul também emitiram alertas por tsunami em seus países (veja mais abaixo fotos dos estragos).

Segundo a rede de TV japonesa NTV, um homem morreu ao ficar preso em escombros de um prédio que desabou durante um dos tremores.

“Gritei para os meus filhos ficarem embaixo da mesa junto comigo”, contou.

Ela e a família conseguiram se abrigar e não ficaram feridos.

Brasileira conta que se abrigou debaixo da mesa durante terremoto no Japão

Brasileira conta que se abrigou debaixo da mesa durante terremoto no Japão

O governo brasileiro “expressou solidariedade ao governo e ao povo do Japão pelas vítimas, pessoas afetadas e danos causados pelo forte terremoto que atingiu o país nesta segunda-feira, 1º de janeiro. Não há, até o momento, notícia de brasileiros mortos ou feridos.”

Japão emite alerta para tsunami após forte terremoto

Japão emite alerta para tsunami após forte terremoto

O Itamaraty, por meio de sua embaixada em Tóquio e de seus consulados-gerais no Japão, está em contato com a comunidade brasileira no país e com autoridades locais.

Os plantões consulares do Consulado-Geral em Nagoia (080-8255-2410) e em Tóquio (090-6949-5328) estão em funcionamento para atender nacionais em situação de emergência. O plantão consular geral do Itamaraty também pode ser contatado por meio do telefone +55 (61) 98260-0610.

Japão tem histórico de terremotos; em 2011, quase 20 mil morreram

Japão tem histórico de terremotos; em 2011, quase 20 mil morreram

Veja abaixo fotos dos estragos após o terremoto

Terremoto de magnitude 7,6 atinge o Japão — Foto: Arte g1

Casa parcialmente destruída na cidade de Wajima, no oeste do Japão, após terremoto de magnitude 7,6 atingir a região, em 1º de janeiro de 2024. — Foto: Yusuke FUKUHARA / Yomiuri Shimbun via AFP

Imagem aérea mostra um prédio em chamas na cidade de Wajima, no oeste do Japão, em chamas após terremoto de 7,6 atingir a região, em 1º de janeiro de 2024. — Foto: Yomiuri Shimbun/ STR via AFP

Estragos foram registrados em Ishikawa após tremor de 7,6 no Japão — Foto: Kyodo/Reuters

Ruas de Wajima ficaram rachadas após terremoto atingir o Japão, em 1º de janeiro de 2024 — Foto: Kyodo News via AP




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

brasileira-relata-momento-de-terror-durante-terremoto-no-japao:-‘gritei-para-os-meus-filhos-ficarem-embaixo-da-mesa’

G1 Mundo

Brasileira relata momento de terror durante terremoto no Japão: ‘gritei para os meus filhos ficarem embaixo da mesa’

"Gritei para os meus filhos ficarem embaixo da mesa junto comigo”, conta Suellen. (Veja o relato completo no vídeo acima) A brasileira comemorava o Ano Novo com a família quando ouviu as sirenes de alerta de terremoto soarem. "A gente estava comemorando a virada do ano. Eu estava preparando as coisas para fazer uma mesa em família e foi muito rápido", explicou em entrevista para a GloboNews. Suellen conta que […]

today1 de janeiro de 2024 15

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%