G1 Santos

Geladinho, tradicional mate santista é saboroso, refresca e vai da praia aos restaurantes no litoral de SP; confira a história e a receita

today18 de novembro de 2023 2

Fundo
share close

No Rio de Janeiro, a bebida começou a ser vendida nas praias na década de 50 e faz sucesso até hoje. Ela é colocada em grandes galões, que podem chegar à capacidade de 50 litros. Já em Santos, o chá mate é armazenado em carrinhos, que circulam pelas areias ou ficam em pontos fixos ao longo da orla de Santos. Nas longas torneiras, sai a bebida bem geladinha e mais desejada no calorão.

A tradição nas praias santistas começou na década de 60. Mamode Hassan, mais conhecido como Paraná, trouxe o primeiro carrinho de mate gelado para a cidade. Filho de mãe polonesa e pai árabe, ele saiu de Paranaguá e veio para o litoral paulista, onde ganhou o apelido.

Para se sustentar, começou a vender mate gelado na Praça dos Andradas, no Centro de Santos. Depois, ocupou um ponto entre o canal 3 e a Avenida Conselheiro Nébias, onde permaneceu por mais de 50 anos.



Mamode Hassan, mais conhecido como Paraná, trouxe o primeiro carrinho de mate gelado para Santos — Foto: Arquivo Pessoal

O sabor da bebida geladinha com o carisma do vendedor atraiu dezenas de clientes, que viraram grandes amigos de Paraná. O carrinho virou um ponto de encontro para muitos santistas. Se ele não estava preparando um mate, Paraná estava nas areias, seja correndo, jogando futebol ou conversando com quem, como ele, era apaixonado pela praia.

Paraná faleceu aos 87 anos, em 2002. Ele marcou a vida de muitos clientes e amigos com a sua alegria e o delicioso sabor do mate santista, que ele preparava com tanto primor e carinho. Pioneiro, ele também deixou o legado para os dezenas de ambulantes que hoje mantém viva a memória dele e se sustentam com a venda do delicioso mate gelado em Santos.

Hélio, que se intitula ‘O Rei do Mate’ vende a bebida há mais de 40 anos nas praias de Santos — Foto: Mariane Rossi/g1

Logo depois de Paraná, veio Hélio Amaro da Silva, mais conhecido como o ‘Hélio do Mate’. Há 40 anos, ele está nas areias santistas. Ao g1, ele contou que saiu do interior de Pernambuco em busca de emprego no litoral paulista. Quando chegou em Santos, o nordestino aprendeu a fazer o chá mate em casa e passou a vendê-lo na praia, para tirar o seu sustento.

“No começo foi difícil”, lembra ele. Com a ajuda dos clientes, Hélio foi deixando a bebida mais saborosa a cada dia. “Tem que fazer o mate um dia antes, deixar ferver por conta dele. E, no dia seguinte, cedinho, prepara”, conta ele.

Com 71 anos, Hélio produz cerca de 180 litros de bebida nos fins de semana de verão, quando as praias estão lotadas de turistas. Cada copo, no tamanho padrão, custa R$10. O ‘chorinho’ não pode faltar, é o que conquista o cliente.

“Chorinho é tomar, e fazer mais meio copinho, caprichar no limão. Do jeito que o cliente quer”, explica seo Hélio, que se intitula o Reio do Mate.

O tradicional é feito apenas com açúcar, mas também há o chá com limão e o suco de abacaxi. A novidade, segundo ele, é misturar as três opções para obter um sabor ainda mais refrescante.

Daniel Frank Thomas tem o costume de tomar mate gelado nas praias de Santos — Foto: Danilo Santos

Nos dias mais quentes, é impossível resistir ao mate geladinho nas areias santistas. Após a corrida na praia, a servidora Juliana de Oliveira sempre pede um copo para repor as energias. “É uma tradição, sempre. Qualquer oportunidade a gente vem, para aqui para tomar um chazinho e aproveitar o dia”.

Aposentada, Maria Helena da Silva conta que adora pedir mistura de chá mate com abacaxi. Para ela, tomar a bebida geladinha na praia já virou uma tradição. “Costume do santista. É bem refrescante. O copo do seo Hélio é enorme, ainda tem chorinho. É maravilhoso”, comenta a aposentada.

”Tudo a ver com o ambiente, a beira do mar, esse sol. Acaba sendo muito refrescante. E o gosto também. A composição química das ervas tem muito a ver com a nossa identidade”, disse o educador ambiental Daniel Frank Thomas.

Ele lembra da época em que conheceu Paraná, o percursor do mate gelado nas praias santistas. E, vê com carinho a dedicação de todos os ambulantes que continuam levando a bebida geladinha para alegrar e refrescar os clientes nas areias do litoral paulista.

“Tem um movimento tradicional do pessoal do mate. O ‘Paraná’ é uma das peças fundamentais para esse comércio. E, o seo Hélio veio atrás na tradição, servindo sempre o famoso choro. Ele conseguiu atingir esse feito, servir o mate para várias pessoas”, falou Thomas.

Tradicional mate gelado é servido nas praias de Santos — Foto: Mariane Rossi/g1

Da praia aos restaurantes

O mate virou tão ‘queridinho’ dos santistas que ele foi incluído no cardápio de restaurantes da cidade. O sabor da bebida combina com os mais variados tipos de pratos, seja de comida brasileira, francesa e até japonesa.

A REVO Manufactory, na Ponta da Praia, possui duas receitas com mate. Uma delas é conhecida como Mate Caiçara, que mistura mate com abacaxi, limão e mel e custa R$ 13. Já o Matte Latte é o chá batido com leite. Ele também é servido gelado e custa R$ 15.

A Creperia da Praia, que fica no canal 3, combinou francesa com o sabor do mate gelado. Tão pertinho da praia, o local também tratou de incluir a bebida no menu. Lá, é possível saborear o Mate da Casa, que também pode ser adicionado um pouco de suco de limão, a pedido do cliente.

Comida japonesa combina com mate também, é isso que prova o restaurante Okumura, na Ponta da Praia. A casa possui o Ice Tea, que leva o tradicional chá mate, levemente adoçado com açúcar, batido com suco de limão e gelo.

Bruno Caldeira, bartender e mixologista, prepara as bebidas do restaurante. Ele revela que há um drink, quase que secreto, que também leva o chá mate. Nela, Caldeira mistura a bebida feita a partir da erva mate com abacaxi, e dá um toque de alguma bebida alcóolica, sendo whisky ou cachaça.

Mate tradicional com limão e o mate com abacaxi e whisky, preparados pelo bartender Bruno Caldeira, em Santos — Foto: Carlos Abelha

Chá mate tradicional e com limão

Ao g1, Bruno Caldeira explicou que é possível fazer várias bebidas com a erva. “A erva é a mesma, os processos dela de tostagem e secagem que são diferentes. Erva mate, o tererê e o chimarrão são a mesma erva”, explica ele.

Ele explicou como fazer o chá mate, chá mate tradicional gelado com limão e o drink alcóolico com chá. Confira abaixo as receitas e explicações do bartender.

  • 2 xícaras de erva mate torrada
  • 1 litro de água

Modo de preparo: Ferva a água. Quando estiver formando pequenas bolinhas de água, desligue e despeje sob a erva. Deixe na infusão por alguns minutos. Coe e deixe o chá esfriar em temperatura ambiente. Depois, leve à geladeira e sirva.

“O ideal é que a água não atinja a temperatura elevada de 100ºC ou mais. Quando começar a soltar pequenas borbulhas dentro da fervura, desliga o fogo, abafa e espera até chegar na temperatura ambiente”, aconselha Caldeira.

Mate tradicional com limão é servido em restaurante de culinária japonesa em Santos — Foto: Mariane Rossi/g1

Chá mate gelado com limão (preparo para 1 litro)

  • chá mate pronto (200 ml)
  • meio limão espremido (20 ml)
  • 2 colheres de sopa rasa de açúcar
  • gelo

Modo de preparo: Em uma coqueteleira, adicione o mate gelado pronto, o limão espremido e o açúcar. Bata sem o gelo. Ao sacudir um drink, sempre aponte o fundo do copo maior da coqueteleira para baixo. Coloque gelo no copo e despeje o chá mate gelado. Sirva em seguida.

“Quanto mais você bater [na coqueteleira], mais cremoso ele vai ficar, mais espumosos ele fica”, explica o bartender.

Mate tradicional com abacaxi e whisky ou cachaça é servido em restaurante de culinária japonesa em Santos — Foto: Mariane Rossi/g1

  • 60 ml de whisky ou cachaça
  • 100 ml de chá mate gelado
  • 15 ml de suco de limão
  • 4 cubos de abacaxi
  • 20 ml de xarope de açúcar ou açúcar
  • gelo

Modo de preparo: Em uma coqueteleira, macere bem o abacaxi em cubos. Adicione o suco do limão, o açúcar, o mate gelado, uma dose de whisky ou cachaça e um pouco de gelo. Mexa bastante a coqueteleira. Coloque mais gelo no copo e despeje o drink. Se desejar, decore com abacaxi na boca do copo. Sirva em seguida.

“Fica refrescante, fica bem tropical. Casa muito bem o sabor do abacaxi com o mate. Dá um toque bem especial ao nosso coquetel”.

Bruno Caldeira explica como fazer o mate gelado — Foto: Mariane Rossi/g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

voce-viu-no-g1?-onda-de-calor,-golpe-da-renda-extra,-polemica-do-revezamento-na-academia-e-taylor-swift-no-brasil

G1 Mundo

Você viu no g1? Onda de calor, golpe da renda extra, polêmica do revezamento na academia e Taylor Swift no Brasil

Nessa altura de 2023, depois do inverno mais quente dos últimos 60 anos, não é lá tão surpresa que a primavera esteja, também, mais quente que o normal. Ainda assim, a sensação de forno antes da chegada oficial do verão, com recordes de calor e temperaturas altas até de madrugada, tem assustado os brasileiros com o que ainda pode vir... 2023 deve ser o ano mais quente em 125 mil […]

today18 de novembro de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%