G1 Mundo

Gêmeas idênticas comemoram aniversário de 100 anos juntas na Inglaterra

today22 de novembro de 2023 8

Fundo
share close

As irmãs se encontraram pela primeira vez depois de anos para uma festa na quinta-feira (16/11) na casa de repouso onde Florence Boycott mora, na cidade de Barnsley.

As duas viveram no condado de South Yorkshire durante toda a vida.

Na comemoração do centenário, elas ficaram cercadas por amigos e cinco gerações da família.



Brown lembra que nem mesmo o pai delas conseguia perceber a diferença entre as gêmeas quando elas eram crianças. — Foto: PA MEDIA

Brown lembra que nem mesmo o pai delas conseguia perceber a diferença entre as gêmeas quando elas eram crianças.

“Eles não conseguiam nos diferenciar”, conta. “Meu pai ficava desesperado por isso.”

“Éramos muito próximas. Estávamos sempre juntas, nunca uma sem a outra.”

Brown acrescentou: “Não parece nada diferente de quando eu tinha 50 anos”.

Para ela, o segredo para uma vida longa é “apenas seguir em frente” e dormir cedo.

“Nós simplesmente avançamos ano após ano e chegamos a cem.”

‘Eles não conseguiam nos diferenciar’, conta Brown. ‘Meu pai ficava desesperado por isso’ — Foto: ARQUIVO PESSOAL/PA

A filha de Boycott, Kathy Lindsay, diz que as gêmeas eram duas de 10 irmãos: “Cinco meninos e cinco meninas – em uma casa de dois quartos”.

“Você se pergunta como eles conseguiram. Os banheiros eram do lado de fora e as banheiras ficavam de frente ao fogo.”

— Foto: ARQUIVO PESSOAL/PA

Kathy Lindsay diz que sua mãe e sua tia eram absolutamente idênticas quando jovens e que ela mesma já confundiu as duas.

“Uma vez, minha tia Anne entrou em casa e pensei que fosse minha mãe. Eu também as confundia no telefone. Suas vozes eram as mesmas.”

“Elas costumavam trocar de namorado se tivessem um de quem não gostassem e coisas assim.”

Kathy Lindsay conta que as irmãs trabalharam juntas por muitos anos em uma fábrica de camisas em Barnsley depois de deixarem a escola. Boycott teve vários outros empregos, inclusive em uma padaria, em uma leiteria e na faxina de uma escola.

Kathy relata também que sua tia ainda trabalhava em meados dos anos 1990 em uma barraca de costura no mercado de Barnsley e continuou a viver de forma independente.

Já a mãe de Kathy foi convidada há alguns anos a reabrir o bingo local como a sua cliente mais antiga.

Brown tem uma filha; Boycott teve três filhas (uma das quais morreu) e tem sete netos, seis bisnetos e três tataranetos.

“Sempre dissemos que minha mãe faria cem anos e ela fez. Deus a abençoe”, diz a filha de Boycott.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘ainda-ha-esperanca’:-brasileiros-em-gaza-aguardam-liberacao-de-2a-lista-de-repatriados-enviada-pelo-itamaraty

G1 Mundo

‘Ainda há esperança’: brasileiros em Gaza aguardam liberação de 2ª lista de repatriados enviada pelo Itamaraty

Os critérios para a saída da Faixa de Gaza vêm sendo conversados com Israel e Egito, entre outros governos, mas fontes ouvidas pela GloboNews preferem não dar uma previsão de saída do grupo. Entre as famílias que aguardam a confirmação para deixarem a Faixa de Gaza está a do brasileiro Mohammed Adwan. O empresário de Florianópolis está na região desde fevereiro após a morte de sua mãe e de um irmão. Acompanhado […]

today22 de novembro de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%