G1 Mundo

George Santos evita cassação imediata da Câmara dos EUA; decisão vai para Comitê de Ética

today18 de maio de 2023 12

Fundo
share close

Assim, George Santos escapou de uma cassação imediata. A decisão torna o processo de uma eventual expulsão mais lento.

Foram 221 votos para determinar que o caso de Santos deve passar pelo Comitê de Ética, todos eles de deputados do Partido Republicano, o mesmo do deputado que responde o processo. Todos os votos contrários (204) foram de deputados do Partido Democrata.

O Partido Republicano domina o Congresso dos EUA, mas é uma maioria de apenas quatro cadeiras.



5 pontos sobre George Santos, deputado que mentiu e se tornou alvo de acusações nos EUA

5 pontos sobre George Santos, deputado que mentiu e se tornou alvo de acusações nos EUA

Acusações contra o deputado

O congressista foi eleito por um distrito do estado de Nova York. Filho de brasileiros, ele é responde às seguintes acusações:

  • Desviar dinheiro de sua campanha.
  • Receber falsamente fundos de desemprego.
  • Mentir ao Congresso sobre suas finanças.

Ele negou as acusações e se declarou inocente.

Discussões entre os deputados

O deputado Robert Garcia, do Partido Democrata, apresentou uma resolução em fevereiro para expulsar Santos, algo que a Câmara fez apenas duas vezes nas últimas décadas. Ele procurou forçar a votação dessa resolução em um processo que deixou três opções para os republicanos: uma votação na resolução, uma proposta para a mesa ou um encaminhamento ao comitê.

O presidente da Câmara, Kevin McCarthy, escolheu a terceira opção, para desgosto dos democratas, que a descreveram como uma “desvantagem completa”. Eles observaram que o painel de ética já está investigando Santos e que era hora de os membros republicanos da Câmara, que pediram a renúncia de Santos, apoiarem suas palavras com ações.

“É simplesmente um esforço para os republicanos evitarem ter que votar para cima ou para baixo sobre se George Santos pertence ou não aqui”, disse o deputado Dan Goldman.

Os democratas tentaram ainda conseguir o apoio dos deputados do Partido Republicano de Nova York (muitos deles têm criticado Santos porque não querem ter a imagem deles vinculada à de Santos).

“Eu digo a você, se você votar a favor desta moção para encaminhá-la ao Comitê de Ética, você é cúmplice da fraude de George Santos e está votando para garantir que ele continue a ser um membro do Congresso”, disse Goldman.

O deputado Anthony D’Esposito apresentou a moção para encaminhar a resolução de expulsão ao painel de ética. Ele disse ser pessoalmente a favor da expulsão de Santos, mas acrescentou que “lamentavelmente” não houve votos suficientes para atingir o limite de dois terços necessário.

“Acredito firmemente que esta é a maneira mais rápida de livrar a Câmara dos Deputados deste flagelo do governo”, disse D’Esposito.

Líderes do Partido Republicano disseram que Santos merece ser julgado na Justiça antes da expulsão da Casa.

O Congresso estabeleceu esse trâmite em casos criminais semelhantes ao longo dos anos. A Câmara expulsou apenas dois membros nas últimas décadas, e ambas as votações ocorreram depois que o legislador foi condenado por acusações federais.

O Departamento de Justiça frequentemente pede ao painel de ética para interromper suas investigações quando um membro do Congresso é indiciado, mas não houve nenhum anúncio desse tipo do comitê em relação a Santos.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

acidente-em-perseguicao-por-paparazzi:-relembre-como-foi-a-morte-da-princesa-diana

G1 Mundo

Acidente em perseguição por paparazzi: relembre como foi a morte da princesa Diana

O próprio prefeito Eric Adams lembrou que a mãe de Harry, a princesa Diana, morreu em circunstâncias parecidas. Foto de 1997 mostra destroços do carro onde a princesa Diana estava com o namorado, o egípcio Dodi Al-Fayed, que também morreu no acidente — Foto: PIERRE BOUSSEL/AFP Relembre abaixo como foi a morte da princesa Diana. Em 31 de agosto de 1997, Diana, princesa de Gales, morreu aos 36 anos em […]

today18 de maio de 2023 44

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%