G1 Mundo

Governo russo denuncia e pede prisão de mulher suspeita de entregar bomba que matou blogueiro militar

today4 de abril de 2023 3

Fundo
share close

Esse departamento do governo é responsável pela investigação e acusação de crimes graves ocorridos em território russo.

“Ela (Darya) é acusada de cometer crimes sob o Artigo 205 do Código Penal Russo (ataque terrorista cometido por um grupo organizado, resultando na morte intencional de uma pessoa) e sob o artigo 222.1 (aquisição, armazenamento, porte e transporte ilegais de explosivos e artefatos explosivos em grupo organizado)”, afirmou o Comitê Investigativo à Tass, agência de notícias da Rússia, nesta terça-feira (4).

Fragmento de vídeo mostra a russa Darya Trepova, que a Rússia acusa de estar por trás da explosão que matou o blogueiro pró-Rússia Vladlen Tatarsky em um café de São Petersburgo, em 2 de abril de 2023. — Foto: Reprodução/ Ministério do Interior da Rússia



Os investigadores do comitê entraram com uma petição para a prisão de Darya, disse uma fonte familiarizada com o assunto à Tass.

O blogueiro russo estava participando de um encontro patriótico com apoiadores no café como palestrante convidado. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma mulher jovem de casaco marrom aparentemente entrando no café com uma caixa de papelão.

O blogueiro pró-Rússia Vladlen Tatarsky, durante treinamento voluntário com as tropas russas. — Foto: Reprodução/ Redes sociais

Darya, de 26 anos, aparece em um vídeo divulgado pelas autoridades —possivelmente gravado sob coação — admitindo que entregou uma estatueta que depois explodiu.

No entanto, nas imagens divulgadas, ela não diz que sabia que haveria uma explosão, tampouco admite qualquer outro papel no atentado.

Em entrevista ao canal Agentstvo, do Telegram, amigos de Darya disseram que ela já foi detida após se manifestar contra a guerra na Ucrânia – que já completou 400 dias.

O comitê antiterrorismo da Rússia alegou que o ataque contra o blogueiro foi organizado pelo serviço de segurança da Ucrânia “com pessoas que cooperam com” o líder da oposição Alexei Navalny.

O blogueiro Tatarsky era especializado nas Forças Armadas russas e defende a invasão de seu país à Ucrânia. Seu canal no Telegram tem mais de 560 mil seguidores.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

como-e-a-vida-na-finlandia,-pais-que-entrou-na-otan-e-e-considerado-o-mais-feliz-do-mundo

G1 Mundo

Como é a vida na Finlândia, país que entrou na Otan e é considerado o mais feliz do mundo

O anúncio oficial do novo membro foi feito nesta terça-feira (4). Agora a Finlândia, um país tradicionalmente conhecido pela sua neutralidade, faz parte do seleto grupo que desde o fim da Guerra Fria passou a atuar, sobretudo, como uma aliança que zela pelos interesses econômicos dos membros. A Finlândia é o 31º membro da Otan, que tem entre seus membros algumas das maiores potências mundiais, como EUA, Canadá, Reino Unido […]

today4 de abril de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%