G1 Mundo

Grupo rebelde Houthi incendeia navio petroleiro britânico

today26 de janeiro de 2024 4

Fundo
share close

“O ataque foi direto”, disse o porta-voz militar Houthi, Yahya Sarea, em um comunicado.

Após o ataque, a empresa multinacional de comércio de commodities Trafigura informou que o navio estava operando em nome da companhia. Em nota, eles disseram que equipamentos para controlar o incêndio estão sendo usados.

“A segurança da tripulação é a nossa principal prioridade. Continuamos em contato com a embarcação e monitorando a situação com atenção. Navios militares na região estão a caminho para prestar assistência”, informou a empresa.



Diversas imagens do navio petroleiro britânico Marlin Luanda foram divulgadas nas redes sociais.

O governo britânico não comentou sobre o ataque até a última atualização desta matéria.

Desde novembro, os rebeldes realizam ataques contra navios que passam pelo Mar Vermelho em protesto à guerra de Israel contra o Hamas, um de seus aliados, na Faixa de Gaza. Em dezembro, por exemplo, uma embarcação norueguesa foi atacada por um míssil, na costa do Iêmen.

O grupo prometeu continuar os ataques até que Israel interrompa o conflito em Gaza e alertaram que atacariam navios de guerra dos EUA se o próprio grupo de milícia fosse alvo.

No Mar Vermelho fica o Canal de Suez, a principal conexão entre a Ásia e a Europa, e o caminho marítimo que inclui o Mar Vermelho e o canal é importante para cadeias de suprimento de produtos em todo o mundo.

A Agência de Energia dos Estados Unidos (EIA, por sua sigla em inglês) afirma que o local é “essencial para a segurança energética global” e no abastecimento de matérias-primas e mercadoria.

Mapa mostra o caminho que os navios fazem até chegar ao Canal de Suez — Foto: Kayan Albertin/g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

governo-dos-eua-diz-que-execucao-de-homem-por-asfixia-e-profundamente-perturbadora

G1 Mundo

Governo dos EUA diz que execução de homem por asfixia é profundamente perturbadora

Esse foi o primeiro uso de um novo método de pena capital desde que as injeções letais começaram a ser aplicadas nos EUA há quatro décadas. Smith, condenado por um assassinato por encomenda em 1988, era um dos poucos prisioneiros que já sobreviveram a uma tentativa de execução. Em novembro de 2022, autoridades do Alabama abortaram sua execução por injeção letal depois de tentarem, durante horas, inserir uma agulha intravenosa […]

today26 de janeiro de 2024 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%