G1 Santos

Homem espanca e perfura os olhos de cadela com enxada no litoral de SP: ‘5% de chances de voltar a enxergar’

today26 de novembro de 2022 10

Fundo
share close

Uma cachorra da raça husky siberiano, de um ano e cinco meses, foi espancada com uma enxada, sofreu traumatismo craniano e teve os olhos perfurados, após invadir uma chácara em Itanhaém, no litoral de São Paulo, e matar uma galinha. Os tutores de Nanuk, como é chamada a cadela, lutam para que ela se recupere e volte a enxergar. O agressor fugiu e o caso é investigado pelo 3º DP da cidade.

De acordo com o tutor de Nanuk, Luciano Souza, de 45 anos, a cachorra foi encontrada pelo filho, em um buraco em frente à casa da família, no momento em que era espancada. O rapaz, conta ele, teria empurrado o agressor e levado a cadela a uma clínica veterinária, onde foi atendida, medicada e está internada. A veterinária de plantão, inclusive, disse que há 5% de chances dela voltar a enxergar.

Luciano conta que a cachorra foi espancada na noite da última quarta-feira (23), no bairro Jardim Aguapeu, e, desde então, recebe tratamento na clínica, mas sem previsão de alta. O tutor disse que mora com a família em uma chácara vizinha ao local invadido por Nanuk, que havia fugido.



Ao g1, Luciano informou que o filho estava chegando em casa, por volta das 22h30, quando ouviu o choro de Nanuk e se deslocou ao local. Ao chegar, viu que a cadela era golpeada com uma enxada na cabeça. “Meu filho empurrou ele [o agressor] e viu que ela estava desmaiada”.

O tutor contou que a cachorra é dócil e que ela invadiu a chácara para pegar a galinha motivada pelo “instinto animal”. Luciano disse, ainda, que a cadela foi medicada, mas não conseguiu passar por exames oftalmológicos por conta de um edema e inflamação na 3ª pálpebra [nos olhos].

A veterinária passou uma lista de medicações manipuladas que podem ajudar a recuperar parte da visão da cadela.

“Ainda há 5% de esperança, então estamos correndo atrás desses remédios, assim podemos salvar”, disse Luciano.

Nanuk, de apenas um ano e cinco meses, está internada e sem previsão de alta — Foto: Arquivo pessoal

A chácara invadida por Nanuk é ocupada por fiéis de uma igreja de Itanhaém que auxiliam na reforma da casa, que havia sido alugada há dois anos para sediar um projeto chamado ‘Restaurando Vidas’, que auxiliava pessoas na luta contra as drogas, mas acabou interrompido.

Por meio de nota, o pastor responsável pelo projeto, que não quis se identificar, disse que o contrato firmado com o proprietário do terreno prevê que a chácara seja reformada antes de ser devolvida.

Diante da condição, algumas famílias resolveram colaborar com o processo de revitalização e têm morado no local. O religioso explicou que alguns desses moradores começaram a criar galinhas na chácara e que a cachorra espancada já havia matado ao menos oito aves.

“Ele [agressor] precisou ir embora, pois temia por sua integridade física, mas o mesmo falou que está à disposição pra prestar qualquer esclarecimento [à polícia]”, disse o pastor.

O pastor, inclusive, disse ter conversado com os tutores de Nanuk sobre a necessidade de prendê-la para evitar que a cachorra matasse mais galinhas.

Para o religioso, o morador da casa teria “perdido o controle” ao ver mais uma ave ser morta e agredido a cadela. Ao mesmo tempo, informou que se trata de uma atitude isolada e que foi totalmente reprovada pela comunidade que ocupa o imóvel.

Em depoimento à polícia, porém, o responsável pela antiga casa de recuperação ressaltou que o suspeito pela agressão, um homem de 22 anos, já havia apresentado comportamento agressivo.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou que o caso foi registrado no 3º DP de Itanhaém como “praticar ato de abuso a animais”. “O suspeito, um homem de 22 anos, foi identificado. Diligências prosseguem para a localização do homem e completa elucidação dos fatos”.

O Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal de Itanhaém informou ter sido acionado pelo tutor do animal e feito uma denúncia ao Poder Público sobre o caso. O órgão também orientou a família tutora de Nanuk sobre como proceder para buscar justiça.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

guaruja-realiza-drive-thru-para-reciclagem de-eletroeletronicos-e-eletrodomesticos

Prefeitura de Guarujá

Guarujá realiza drive-thru para reciclagem de eletroeletrônicos e eletrodomésticos

Campanha acontece neste sábado (26) com a missão de viabilizar a destinação correta para os produtos em fase final de vida útil A Prefeitura de Guarujá, em parceria com a Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (Abree), promove, neste sábado (26), o drive-thru para arrecadação de produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos pós-consumo. A iniciativa acontece das 9 às 16 horas, na Praça 14 Bis, em Vicente de Carvalho. O objetivo […]

today26 de novembro de 2022 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%