G1 Mundo

Israel ataca única saída de Gaza por terra que Brasil planejava usar para resgatar brasileiros; VÍDEO

today11 de outubro de 2023 6

Fundo
share close

Os israelenses bloquearam as fronteiras com Gaza após o início de um conflito com o grupo Hamas no sábado (7). Segundo as autoridades, 2,3 mil pessoas já morreram nos ataques deferidos por ambos os lados.

De acordo com a AFP, entre segunda-feira (9) e terça-feira (10), Israel bombardeou a passagem pelo menos três vezes. Ainda não se sabe a proporção dos danos que os ataques causaram.

O presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, disse na terça-feira que a escalada em Gaza era “altamente perigosa” e que o Egito estava pressionando com os parceiros regionais e internacionais por uma solução negociada para a violência.



Segundo ele, o país não permitirá que a questão seja resolvida “às custas de outros”. Esta foi uma aparente referência ao risco de que parte dos 2,3 milhões de residentes de Gaza tentem fugir para o Egito.

Há anos, a passagem de pessoas e bens é estritamente controlada sob um bloqueio a Gaza imposto pelo Egito e por Israel.

Na segunda-feira (9), cerca de 800 pessoas deixaram Gaza por Rafah e cerca de 500 pessoas entraram, embora a passagem estivesse fechada para a circulação de mercadorias, afirmou o escritório humanitário das Nações Unidas.

O Egito está discutindo com os EUA e outros países o fornecimento de ajuda humanitária por meio da fronteira com a Faixa de Gaza. No entanto, as autoridades egípcias rejeitam a ideia de criar corredores seguros para passagem de refugiados, segundo informações apuradas pela Reuters.

O Brasil aguarda autorização do Egito para tentar repatriar 28 brasileiros que estão na Faixa de Gaza por meio do posto de Rafah, que fica na fronteira sul da região com o território egípcio. De acordo com o Itamaraty, toda a logística para o resgate já está pronta.

O plano do governo é conduzir os brasileiros para fora de Gaza por meio da fronteira com o Egito. O caminho levaria até a capital, Cairo, onde um avião estaria esperando os passageiros.

No entanto, segundo o embaixador brasileiro em Ramala, na Faixa de Gaza, Alessandro Candeas, o Egito está impondo dificuldades. O país receia que os brasileiros acabem se tornando refugiados em seu território.

“Provavelmente, essa é a dificuldade que eles [Egito] estão oferecendo, apresentando, para não responder ao nosso pedido de passagem”, afirmou o embaixador.

“Só que uma coisa é passagem. Os nossos brasileiros não vão se transformar em imigrantes, nem refugiados. Nós vamos passar com eles pela fronteira, levar um avião. O avião vai resgatá-los e vai tirar do Egito. Então, não. Essa preocupação deles [Egito] não procede”, continuou.

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, disse na noite de terça-feira (10) que os EUA mantinham consultas com Israel e com o Egito sobre a ideia de uma passagem segura para civis de Gaza.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ogmo-abrira-processo-seletivo-para-vagas-de-trabalho-no-porto-de-santos,-sp;-confira

G1 Santos

Ogmo abrirá processo seletivo para vagas de trabalho no Porto de Santos, SP; confira

As inscrições acontecerão entre 18 de outubro e 12 de novembro. Ogmo abrirá processo seletivo para vagas de trabalho no Porto de Santos, SP — Foto: Autoridade Portuária de Santos O Órgão de Gestão de Mão de Obra (Ogmo) do Trabalho Portuário do Porto Organizado de Santos, no litoral de São Paulo, abrirá na próxima quarta-feira (18) inscrições para um processo seletivo. Serão 70 vagas, sendo 50 para preenchimento imediato […]

today11 de outubro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%