G1 Mundo

Israel devolve 80 corpos a Gaza após confirmar que não são reféns

today27 de dezembro de 2023 9

Fundo
share close

Israel disse que estava devolvendo os corpos depois de confirmar que não se tratavam de reféns israelenses feitos pelo Hamas em 7 de outubro.

O ministério disse que os corpos foram enterrados e que as autoridades registraram detalhes para ajudar na identificação posterior. As autoridades de Gaza tentavam descobrir quando e onde os homens foram mortos e quem eles eram.

O governo de Israel afirma que o objetivo da sua ofensiva em Gaza é destruir o Hamas, apesar dos apelos globais por um cessar-fogo na guerra que já dura 11 semanas. Militantes do Hamas mataram 1.200 pessoas e capturaram 240 reféns em 7 de outubro, no dia mais violento da história do Estado de Israel.



Um porta-voz militar israelense disse que os corpos foram transportados para Israel durante a guerra “para um procedimento de identificação como parte do nosso esforço para localizar os reféns e as pessoas desaparecidas”.

“As dificuldades na identificação dos mortos tornam necessária a transferência desses corpos para Israel para identificação forense”, e que estava em linha com “análises de rotina que cumprem os padrões forenses internacionalmente aceitos”, a fim de descartar a sua identificação como reféns israelenses, disse o porta-voz.

O Ministério da Saúde disse que os corpos foram entregues por Israel através da passagem de fronteira de Kerem Shalom. De acordo com o Waqf Islâmico, ou ministério dos Assuntos Religiosos, os corpos foram recolhidos na parte norte da Faixa de Gaza.

É raro que um número tão grande de corpos seja devolvido.

Eles foram enterrados na terça-feira em uma vala longa no cemitério de Rafah, no sul do enclave.

“Estão sendo tiradas fotos para identificá-los mais tarde”, disse um representante do Waqf Islâmico de Gaza.

As autoridades de saúde da Faixa de Gaza, controladas pelo Hamas, dizem que cerca de 21 mil pessoas foram mortas em ataques israelenses, e outras milhares podem estar soterradas sob os escombros. Quase todos os 2,3 milhões de habitantes do enclave foram expulsos de suas casas, muitas vezes.

Israel diz que está fazendo o que pode para proteger os civis e culpa o Hamas por os colocar em perigo ao operar entre eles, algo que o Hamas nega.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

trump-vence-batalha-judicial-em-michigan-e-garante-qualificacao-nas-primarias-do-estado

G1 Mundo

Trump vence batalha judicial em Michigan e garante qualificação nas primárias do estado

A corte disse que não ouvirá um recurso de quatro eleitores de Michigan que buscavam excluir o ex-presidente das primárias republicanas de 27 de fevereiro por seu papel no ataque ao Capitólio (nome do prédio do Legislativo) dos Estados Unidos em 6 de janeiro de 2021. Os eleitores argumentavam que Trump, o favorito para a indicação republicana de 2024, não poderia servir como presidente de acordo com uma disposição da […]

today27 de dezembro de 2023 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%