G1 Santos

Jovem que teve câncer sofre há cinco anos com a falta de diagnóstico para o surgimento de ‘massas’ na genitália

today24 de maio de 2023 6

Fundo
share close

Uma jovem de 19 anos diagnosticada em 2018 com um rabdomiossarcoma embrionário [câncer que se desenvolve nos músculos ligados aos ossos] na região pélvica sofre há cinco anos com o aparecimento de massas no órgão genital. Segundo ela, não bastasse o medo, limitações e dores causadas pelos abscessos, nenhum médico dá um diagnóstico à ela.

Geovana Silva Lara passou por quimioterapia à época em que descobriu o tumor. Mesmo depois do tratamento, ela revelou nunca ter tido a sensação de estar curada. De lá para cá, algumas massas surgiram no corpo dela.

A mais recente fez a jovem dar entrada no Pronto-Socorro Central de Praia Grande no último sábado (20). Ela permaneceu em observação na unidade até esta terça-feira (23), quando teve autorizada a transferência para a Santa Casa de Santos, na cidade vizinha.



“É uma conversa que eu já conheço. Não consigo entender as argumentações que eles dão porque cada um fala uma coisa. Fica um jogo de empurra-empurra. Não tem uma pessoa responsável que chegue e fale: ‘O problema é esse’. Fica um jogando para o outro”, desabafou Lucilene Jesus, mãe de Geovana.

Luciele ressaltou que, mais uma vez, a transferência da filha veio sem nenhuma justificativa. Segundo ela, disseram que teria que ser atendida em um hospital de referência, embora não tenham diagnosticado a jovem. A mãe de Geovana contou que luta por uma atualização no diagnóstico desde o fim da quimioterapia da filha em 2018.

A família alegou ter buscado atendimento médico público em Praia Grande em todas as três ocasiões em que os abscessos apareceram na região genital da jovem. Em todas as vezes, eles deixaram as unidades de saúde sem respostas.

O g1 entrou em contato com a Prefeitura de Praia Grande e com a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), gestora do Hospital Municipal Irmã Dulce,onde a jovem já esteve internada em algumas ocasiões para saber sobre o diagnóstico feito à paciente, mas não obteve respostas até a publicação desta reportagem.

Rabdomiossarcoma embrionário

O rabdomiossarcoma é muito raro em adultos. Ele costuma ocorrer em 85% dos casos em crianças e adolescentes e se desenvolve em músculos ligados aos ossos – é um câncer de origem embrionária.

De acordo com o Hospital A.C.Camargo, a musculatura esquelética começa a se formar no embrião por volta da sétima semana após a fertilização, quando se formam os rabdomioblastos, que vão dar origem aos músculos. São essas células que podem se tornar malignas e dar origem ao câncer chamado rabdomiossarcoma.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

empresaria-revela-prejuizo-de-r$-31-mil-apos-cair-em-golpe-e-comprar-carro-em-leilao-on-line

G1 Santos

Empresária revela prejuízo de R$ 31 mil após cair em golpe e comprar carro em leilão on-line

Uma empresária, de 40 anos, alega ter sofrido um prejuízo de R$ 31,8 mil ao cair em um 'golpe' durante a compra de um carro em um leilão on-line. Ao g1, ela contou nesta quarta-feira (24) que fez o pagamento, mas nunca recebeu o veículo. "Tudo parecia ser muito real. Imagino pessoas que só tinham aquele dinheiro para investir e perderam tudo", desabafou. A Polícia Civil investiga o caso. A […]

today24 de maio de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%