Gospel Prime

Juiz diz que Visa ajudou a monetizar pornografia infantil

today3 de agosto de 2022 22

Fundo
share close

Um juiz decidiu que a Visa certamente sabia que sua monetização estava relacionada a pornografia infantil, localizada no site Pornhub e outros sites de sua controladoria.

De acordo com Christian Post, o processo foi iniciado na segunda-feira (25) passada, no Tribunal Distrital dos EUA na Califórnia.

Serene Fleites, a queixosa, disse que em 2014, o Pornhub tinha um vídeo sexualmente explícito dela sob o título “Morena de 13 anos se mostra na câmera”, e de fato, na ocasião ela tinha 13 anos.

Na lista de réus na ação, consta a Visa que pediu para ser indeferida no litígio. Entretanto, o pedido foi negado pelo juiz distrital dos EUA.

Serene disse que o seu namorado na época pediu para ela fazer o vídeo e, posteriormente ele foi publicado sem o seu consentimento.



Segundo informações, a MindGeek postou o vídeo e teve mais 400 mil visualizações, antes mesmo de Serene saber disso. Além da MindGeek, a empresa responsável pela Pornhub também lucrou com o vídeo.

“Enquanto a MindGeek lucrava com a pornografia infantil com a Autora, a Autora era intermitentemente sem-teto ou morava em seu carro, viciada em heroína, deprimida e suicida, e sem o apoio de sua família”, diz o processo.

Fleites argumenta no processo, que a Visa, empresa gigante de cartão de crédito no mundo, sabia que os sites da MindGeek tinham pornografia infantil e, ainda assim não eliminaram o conteúdo.

“A Visa e seus bancos agentes concordaram explicitamente com a MindGeek em continuar a processar transações sem restrições em todos os sites da MindGeek, desde que a MindGeek mantivesse alegações de janela pré-textuais de que tinha tecnologia, processos e políticas em vigor para evitar tais contente,” afirma o processo.

De acordo com o juiz Carney, a Visa sabia da relação dos sites MindGeek com o conteúdo de pornografia infantil.

“Quando a MindGeek decide monetizar pornografia infantil e a Visa decide continuar permitindo que sua rede de pagamento seja usada para esse objetivo, apesar do conhecimento da monetização da pornografia infantil da MindGeek, é totalmente previsível que vítimas de pornografia infantil como o autor sofrerão os danos que alega o autor”, escreveu o juiz.

Por outro lado, a Visa diz que deve ser retirada do processo porque o caso depende da MindGeek e do então namorado da queixosa à época.

No entanto, Carney decidiu que o “trauma emocional que a Autora sofreu flui diretamente da monetização de seus vídeos pela MindGeek”.

“É aí que a Visa entra em cena à vista de todos, desobstruída pelos terceiros que tenta colocar entre ela e a Autora”, escreveu Carney na decisão.

“Os passos que a MindGeek tomou para maximizar essa monetização. Se não fosse por seu esforço para maximizar o lucro, por que a MindGeek permitiria que o primeiro vídeo do Autor fosse postado, apesar de seu título indicar claramente que o Autor tinha bem menos de 18 anos de idade?”, questionou o juiz.

Domingo (31), um comunicado foi publicado pela porta-voz da Visa, a respeito do processo.

“A Visa condena o tráfico sexual, a exploração sexual e os materiais de abuso sexual infantil como repugnantes aos nossos valores e propósitos como empresa,” diz o comunicado.

“A Visa não tolerará o uso de nossa rede para atividades ilegais. Continuamos a acreditar que a Visa é um réu impróprio neste caso”, argumentou.

A MindGeek também emitiu uma declaração sobre o processo.

“A MindGeek tem tolerância zero para a postagem de conteúdo ilegal em suas plataformas e instituiu as salvaguardas mais abrangentes na história da plataforma gerada pelo usuário”, disse a empresa controladora do Pornhub em comunicado.

“A Visa continuou a processar pagamentos para o Pornhub e outros sites de propriedade da MindGeek, mesmo depois de estar ciente dos abusos generalizados que ocorrem no Pornhub. É certo que a Visa deve ser responsabilizada por seu papel no tráfico sexual infantil no Pornhub.” disse Dawn Hawkins, CEO do Centro Nacional de Exploração Sexual, em comunicado.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sest-senat-de-guaruja-oferece-135-vagas-para-cursos-gratuitos-de-qualificacao-profissional

G1 Santos

Sest Senat de Guarujá oferece 135 vagas para cursos gratuitos de qualificação profissional

Cursos são para auxiliar administrativo, operador de empilhadeira e almoxarife. As aulas são presenciais. Sest Senat oferece 135 vagas para cursos gratuitos de qualificação profissional em Guarujá — Foto: Prefeitura de Guarujá/Divulgação O Serviço Social do Transporte e Serviço de Aprendizagem do Transporte (Sest Senat) de Guarujá, no litoral de São Paulo, está com 135 vagas para cursos de qualificação profissional, por meio do Programa Via Rápida, em parceria com […]

today3 de agosto de 2022 56

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%