G1 Mundo

Justiça da Itália decide não executar ursa que matou corredor

today21 de julho de 2023 4

Fundo
share close

Em abril, uma ursa matou um corredor em uma floresta. O presidente da província queria executá-la, mas uma associação de direitos animais conseguiu suspender a decisão.


Os ursos estão se aproximando cada vez mais de áreas frequentadas por seres humanos (imagem ilustrativa) — Foto: AFP PHOTO / JENS BUTTNER



A Justiça da Itália decidiu não executar uma ursa que, em abril, matou um corredor em uma cadeia de montanhas do país. A decisão foi tomada no dia 14 e não é definitiva –em dezembro, um tribunal de instância superior vai se pronunciar sobre o caso.

A história começou em 5 de abril, quando Andrea Papi, um italiano de 26 anos, foi atacado pela ursa enquanto corria em uma floresta na província de Trento, no norte da Itália.

Depois de análises, concluiu-se que ursa Gaia ou JJ4, de 17 anos de idade, havia matado o corredor. Ela estava com dois filhotes nessa época.

Após o incidente, o presidente da província de Trento, Maurizio Fugatti, disse que a ursa era problemática e que deveria ser capturada e abatida. Antes desse caso, a ursa JJ4 já havia atacado outras duas pessoas, mas nesses outros casos ninguém morreu.

No entanto, uma associação de direitos dos animais, a LAV, judicializou o caso. A LAV conseguiu adiar a execução da ursa e, agora, uma decisão favorável à ursa na Justiça.

O grupo quer que a ursa seja transferida para um refúgio de animais selvagens na Romênia. A LAV se dispõe a pagar para levar o animal até lá.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

forcadas-a-andar-nuas-na-rua-e-estupradas-por-varios-homens:-video-causa-revolta-na-india

G1 Mundo

Forçadas a andar nuas na rua e estupradas por vários homens: vídeo causa revolta na Índia

Um vídeo mostrando duas mulheres desfilando nuas em meio a uma multidão no Estado de Manipur, no nordeste do país, provocou indignação na Índia. A polícia diz que abriu um inquérito de estupro coletivo e prendeu um homem, acrescentando que outros serão detidos em breve. Na quinta-feira (20), a sessão do parlamento em Delhi foi interrompida porque os legisladores exigiram um debate sobre o assunto. O primeiro-ministro Narendra Modi também […]

today21 de julho de 2023 31

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%