G1 Santos

Justiça determina indenização a idoso que teve a aposentadoria corroída por empréstimo ‘falsificado’, aponta juiz

today10 de dezembro de 2023

Fundo
share close

A Justiça de Santos condenou o Paraná Banco a indenizar um aposentado, de 76 anos, em R$ 10 mil por danos morais, além de restituir valores descontados do benefício dele. Os dados do idoso foram usados por estelionatários para contratar um empréstimo de R$ 33.192. A decisão foi tomada em 1ª instância e cabe recurso.

No contrato de empréstimo, não consta sequer a assinatura de José Tarcisio da Silva. Ele descobriu a fraude em outubro de 2021, quando notou um desconto mensal de R$ 461da aposentadoria. O homem contestou o banco que, segundo o advogado da vítima, continuou debitando o valor.

Na sentença, o juiz da 1ª Vara do Juizado Especial Cível de Santos, Luiz Francisco Tromboni, julgou procedente a ação movida pelo aposentado contra o banco e determinou que a instituição financeira restitua R$ 11.986 referentes a descontos mensais do benefício, além da indenização.



Para Tromboni, o banco procurou se isentar da responsabilidade. À Justiça, a instituição financeira disse ter exigido a documentação do aposentado para realizar a portabilidade de um contrato e três refinanciamentos, mas o magistrado apontou que não foram provadas tais ações.

Ainda com base na sentença, o juiz destacou que o contrato fraudulento não foi assinado pelo autor, não tem um certificado digital, não há foto do autor por geolocalização e nem reconhecimento facial.

“Foi falsificado grosseiramente, o que é perceptível a olho nu e desarmado, dispensando a prova pericial”, destacou na sentença Tromboni.

O juiz considerou, ainda, que a ré errou por imprudência e negligência no ato da celebração do contrato fraudulento, das cobranças indevidas, da pronta solução do problema apesar das inúmeras reclamações do autor, e no ato da manutenção das cobranças indevidas no benefício do autor.

O advogado de defesa do aposentado, Tércio Neves Almeida, disse que é importante a conscientização do consumidor em reivindicar os direitos.

“A proteção contra abusos é um pilar do código de defesa do consumidor que precisa cada vez mais da tutela do judiciário. A gente vê uma quantidade muito grande de pessoas que são lesadas e poucas recorrem para reparar e buscar os seus direitos e acabam assumindo perdas patrimoniais”.

Em nota, o Paraná Banco informou que está acompanhando o processo e prestando todas as informações e apoio ao cliente. “A instituição afirmou que, em todos os seus procedimentos, atua em consonância com a legislação vigente e que recorrerá da decisão de primeiro grau”.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

populacao-de-gaza-esta-desesperada-por-comida,-diz-diretor-da-onu

G1 Mundo

População de Gaza está desesperada por comida, diz diretor da ONU

Carl Skau, vice-diretor do Programa Mundial de Alimentos da ONU, disse que apenas uma fração dos suprimentos necessários conseguiu entrar em Gaza. Segundo ele, 9 em cada 10 pessoas não conseguem comer todos os dias na área. As condições em Gaza tornaram as entregas de alimentos “quase impossíveis”, disse Skau. “As pessoas estão desesperadas por comida”. Por outro lado, Israel afirma que deve continuar os ataques aéreos a Gaza para […]

today10 de dezembro de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%