G1 Mundo

Lula como ‘persona non grata’ em Israel surpreende Planalto; diplomatas reconhecem que fala sobre Holocausto foi ‘desastrosa’

today20 de fevereiro de 2024 6

Fundo
share close

A primeira avaliação no Palácio do Planalto é de que a reação israelense à fala de Lula no fim de semana foi muito dura.

No Itamaraty, a avalição é de que Israel escalou a crise e fez da convocação do embaixador brasileiro uma “escada” para a declaração do chanceler, Israel Katz.

Na diplomacia brasileira, a ordem é fazer uma avaliação com calma para evitar respostas precipitadas – e não ampliar a crise entre os países.



Apesar do silêncio oficial, integrantes do Ministério das Relações Exteriores avaliaram como “desastrosa” a declaração de Lula comparando a ofensiva militar de Israel na Faixa de Gaza ao Holocausto.

Nas palavras de um graduado diplomata, a fala de Lula tira a legitimidade do presidente até para fazer críticas necessárias a uma reação desproporcional de Israel ao ataque do grupo terrorista islâmico Hamas, em outubro de 2023.

No final da semana, o presidente classificou como “genocídio” e “chacina” a resposta de Israel na Faixa de Gaza aos ataques terroristas promovidos pelo Hamas. Ele comparou a ação israelense ao extermínio de milhões de judeus pelos nazistas chefiados por Adolf Hitler no século passado (veja vídeo abaixo).

“O que está acontecendo na Faixa de Gaza e com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu: quando o Hitler resolveu matar os judeus”, disse Lula.

Lula compara guerra em Gaza com ações de Hitler

Lula compara guerra em Gaza com ações de Hitler

A declaração, segundo esse membro do Itamaraty, também afeta negativamente a credibilidade de Lula no reiterado discurso em defesa da criação de um Estado Palestino.

Dentro do governo, a fala de Lula foi vista com preocupação. Um auxiliar próximo disse ao blog que isso costuma ocorrer quando Lula fala de improviso em relação à política externa.

Quando concede entrevistas, no entanto, o brasileiro acaba derrapando.

Em ocasiões similares, já relativizou ditaduras em países como Nicarágua e Venezuela e equiparou as posições de Rússia e Ucrânia na invasão territorial em curso na Europa.

Também chamou atenção dos diplomatas, ao longo dos últimos dias, a cautela extrema de Lula sobre a morte de Alexei Navalny, principal opositor do presidente russo Vladimir Putin.

Até o momento, o governo não se manifestou oficialmente sobre esse caso.

Lula é declarado 'persona non grata' em Israel

Lula é declarado ‘persona non grata’ em Israel




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

israel-declara-lula-como-‘persona-non-grata’-apos-presidente-comparar-acao-contra-palestinos-em-gaza-ao-holocausto

G1 Mundo

Israel declara Lula como ‘persona non grata’ após presidente comparar ação contra palestinos em Gaza ao Holocausto

"Não perdoaremos e não esqueceremos — em meu nome e em nome dos cidadãos de Israel, informei ao Presidente Lula que ele é uma 'persona non grata' em Israel até que ele peça desculpas e se se retrate", escreveu o ministro das Relações Exteriores de Israel, Israel Katz, nas redes sociais. Katz afirmou também que "a comparação do presidente brasileiro Lula entre a guerra justa de Israel contra o Hamas […]

today20 de fevereiro de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%