G1 Mundo

Lula diz que não discutirá Essequibo com Guiana e Venezuela na viagem ao Caribe: ‘Possível que a gente leve mais algumas décadas’

today29 de fevereiro de 2024 13

Fundo
share close

“Se em cem anos não foi possível resolver esse problema, é possível que a gente leve mais algumas décadas”, disse.

Lula encerrou hoje sua passagem pela Guiana, onde se reuniu com o presidente Irfaan Ali. O presidente segue agora para São Vicente e Granadinas, onde se encontrará com o presidente venezuelano Nicolás Maduro.

“Por que não discutimos? Porque não é o momento de discutir, era uma reunião bilateral para discutir desenvolvimento, para discutir investimento, mas o presidente do Irfaan [Ali] sabe, como sabe o presidente Maduro, que o Brasil está disposto a conversar com eles na hora que for necessário”, disse.



Venezuela x Guiana: Entenda em 5 pontos disputa por Essequibo

Venezuela x Guiana: Entenda em 5 pontos disputa por Essequibo

Lula disse que também não tratará do assunto com Maduro.

“Da mesma forma que eu não vou discutir com o presidente Maduro essa questão, porque a reunião não é para isso, eu vou discutir a Celac [Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos]”, disse.

Segundo Lula, durante seu encontro com Maduro, irá demonstrar empenho para que haja tranquilidade nas relações.

Mais cedo, durante declaração conjunta com o presidente da Guiana, Irfaan Ali, Lula disse que é necessário que a região trabalhe para que seja mantida a paz.

Guiana e Venezuela fazem fronteira com o Brasil. O governo de Maduro convocou um referendo para que a população votasse sobre se a região de Essequibo, hoje na Guiana, deveria ser anexada ao território venezuelano.

Os dois países disputam Essequibo desde 1966. Em 2015, a disputa ficou mais acirrada, pois a companhia americana ExxonMobil descobriu de campos de petróleo na região.

O governo de São Vicente e Granadinas tem conduzido conversas para buscar uma saída diplomática para o impasse. O presidente Lula agradeceu o trabalho realizado pelo primeiro-ministro do país, Ralph Gonsalves, e disse que pode ajudar no processo, caso seja necessário.

Lula tem reunião com presidente da Guiana sobre disputas com Venezuela

Lula tem reunião com presidente da Guiana sobre disputas com Venezuela




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

condenados-a-morte-por-injecao-letal-ja-tiveram-execucao-interrompida-por-falha-ao-encontrar-veia;-veja-casos

G1 Mundo

Condenados à morte por injeção letal já tiveram execução interrompida por falha ao encontrar veia; veja casos

O caso do prisioneiro não é inédito. Em janeiro deste ano, o prisioneiro Kenneth Smith foi submetido ao método de asfixia por nitrogênio após sobreviver a uma tentativa de aplicar a injeção letal em 2022. Os procedimentos foram questionados por organizações de direitos humanos. Há outros dois casos que ganharam repercussão nos últimos 20 anos. Em todos eles, os condenados foram perfurados diversas vezes, em tentativas fracassadas de encontrar uma […]

today29 de fevereiro de 2024 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%