G1 Mundo

Lula não cita Maduro ao listar governos progressistas na América do Sul

today15 de março de 2024 5

Fundo
share close

Lula deu a declaração em Porto Alegre, durante um evento no qual detalhou investimentos previstos para o Rio Grande do Sul no Programa de Aceleração de Crescimento (PAC).

O presidente afirmou que a política ‘está medíocre’ atualmente, criticou a extrema-direita e citou Gabriel Boric (Chile), Gustavo Petro (Colômbia) e Luis Arce (Bolívia) como os progressistas que restaram na região.

Como está medíocre a política nos dias de hoje. Eu tive o prazer de ser presidente em 2008, quando a América do Sul tinha 10 presidentes progressistas. … O que está reduzida a América do Sul hoje? Se eu quisesse fazer uma reunião de governos progressistas, não tem, a não ser o Arce da Bolívia, a não ser o companheiro da Colômbia [Petro] e o Boric no Chile. Acabou o progressismo”, disse Lula.



O petista também elogiou políticos europeus, como o ex-presidente francês Jacques Chirac e os ex-primeiros-ministros da Inglaterra, Tony Blair, e da Alemanha, Gerhard Schröder.

“Eram pessoas que tinham estatura política que dava uma certa dimensão à arte chamada política”, declarou Lula.

A Venezuela marcou eleições para 28 de julho. Sucessor político de Hugo Chávez, o atual presidente, Nicolás Maduro, vai concorrer à reeleição.

O Supremo Tribunal de Justiça, alinhado a Maduro, inabilitou uma eventual candidatura de Maria Corina Machado, que hoje é a principal política de oposição no país caribenho.

No discurso desta sexta, Lula não comentou a eleição na Venezuela. Na semana passada, o presidente disse estar que não se pode ‘jugar dúvidas’ na lisura da disputa antes da eleição.

Lula afirmou, na ocasião, que Maduro lhe disse que serão chamados observadores do “mundo inteiro” para acompanhar as votações.

Lula afirmou em mais de um momento que a democracia ‘corre risco’ no mundo por conta da atuação da extrema-direita e frisou a necessidade de passar esse entendimento para os mais jovens.

“Nós temos a obrigação de dizer isso para nossa juventude, que muitas vezes é muito imediatista. Muitas vezes mais é fácil a gente ser contra do que gente pensar, porque uma bobagem você não tem que pensar, você fala”, disse o petista.

Lula voltou a defender o jogador brasileiro Vinicius Junior, vítima de atos racistas praticados por torcedores do Atlético de Madrid, que chamaram o atleta do Real Madri de chimpanzé.

“Vimos o que aconteceu com Vini Jr no jogo do Atlético de Madri. Esses fanáticos, esses doentes têm que perceber que quando eles veem uma pessoa negra, é um ser humano que está ali independente da cor da pessoa”, disse Lula.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

benjamin-netanyahu-aprova-plano-do-exercito-israelense-para-ofensiva-a-rafah,-onde-milhoes-de-palestinos-estao-refugiados

G1 Mundo

Benjamin Netanyahu aprova plano do Exército israelense para ofensiva a Rafah, onde milhões de palestinos estão refugiados

O gabinete de Netanyahu não fornecer mais detalhes nem estabelecer uma data para o início da operação, que gera preocupação internacional. O porta-voz do governo dos Estados Unidos para assuntos de segurança, John Kirby, disse que os EUA ainda não viram o plano do Exército israelense, mas que gostariam de o ver. O país americano é o principal aliado de Israel. O porta-voz da Organização das Nações Unidas, Stephane Dujarric, […]

today15 de março de 2024 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%