G1 Mundo

Lula não vai à posse de Milei, diz Planalto; Brasil deve ser representado por Mauro Vieira

today6 de dezembro de 2023 2

Fundo
share close

A cerimônia será em Buenos Aires, capital da Argentina, no próximo domingo (10). O Brasil deve ser representado pelo ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, e por assessores.

O convite para Lula foi entregue ao governo brasileiro no último dia 26, em uma reunião em Brasília entre Mauro Vieira e Diana Mondino – já anunciada por Milei como futura chanceler argentina.

Embora a Argentina seja um importante parceiro comercial do Brasil na região, esta não será a primeira vez que um presidente brasileiro não irá à posse do presidente argentino.



Em 2019, por exemplo, o então presidente Jair Bolsonaro enviou Hamilton Mourão, à época vice-presidente, como representante do governo brasileiro (veja lista mais abaixo).

Milei:

Milei: “Se Lula vier, será muito bem-vindo”

Durante a campanha presidencial argentina, Milei fez diversas críticas a Lula, chamando o presidente brasileiro de “corrupto”, por exemplo. Além disso, prometeu, se eleito, romper relações com o Brasil e retirar a Argentina de organismos multilaterais defendidos por Lula, entre os quais o Mercosul e o Brics.

Nesse cenário, integrantes do governo Lula passaram a defender a vitória de Sérgio Massa, ministro da Economia do governo Fernández e que disputou o segundo turno contra Milei.

Quando questionado sobre o tema, Lula disse que não comentaria a eleição no país vizinho, acrescentando que o povo argentino é soberano e que “o Brasil precisa da Argentina e a Argentina precisa do Brasil”.

Quando o resultado foi confirmado, Lula publicou uma mensagem em uma rede social na qual cumprimentou a Argentina, as instituições do país vizinho, mas não mencionou o nome de Milei.

Quem é Javier Milei: novo presidente da Argentina

Quem é Javier Milei: novo presidente da Argentina

A Argentina é o principal parceiro econômico do Brasil na América do sul e o principal parceiro comercial do Brasil no mundo, atrás somente de China e Estados Unidos.

De janeiro a outubro deste ano, por exemplo, as exportações brasileiras para a Argentina somaram US$ 14,9 bilhões, o equivalente a 5,3% de todas as exportações brasileiras no período.

Para efeito de comparação, esse valor supera o montante exportado pelo Brasil para o Oriente Médio e para a África.

Entre os produtos mais exportados pelo Brasil para a Argentina estão: soja, partes e acessórios de veículos automotivos, energia elétrica e minério de ferro e seus concentrados.

Brasileiros na posse da Argentina

Veja o histórico de presenças – e ausências – dos presidentes brasileiros nas posses argentinas, desde a redemocratização do Brasil:

  • 2019: Bolsonaro não esteve na posse de Fernández; o vice-presidente Hamilton Mourão chefiou a delegação brasileira
  • 2015: Dilma compareceu à posse de Mauricio Macri;
  • 2011: Dilma esteve na posse de Cristina Kirchner;
  • 2007: Lula participou da posse de Cristina Kirchner;
  • 2003: Lula compareceu à posse de Nestor Kirchner;
  • 2002: Fernando Henrique não compareceu à posse de Eduardo Duhalde, eleito pelo Congresso;
  • 2001: Fernando Henrique não foi à posse de Adolfo Rodríguez Saá, eleito pelo Congresso;
  • 1999: Fernando Henrique Cardoso foi à posse de Fernando de la Rua;
  • 1995: Fernando Henrique Cardoso esteve na posse de Carlos Menen;
  • 1989: José Sarney foi na posse de Carlos Menen.

Brasil espera manter relação histórica com a Argentina após vitória de Milei

Brasil espera manter relação histórica com a Argentina após vitória de Milei




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

essequibo:-o-que-venezuela-pode-fazer-apos-‘sim’-vencer-votacao-sobre-anexacao-de-territorio-da-guiana

G1 Mundo

Essequibo: o que Venezuela pode fazer após ‘sim’ vencer votação sobre anexação de território da Guiana

"Demos os primeiros passos de uma nova etapa histórica para lutar pelo que é nosso, para conseguir recuperar o que nos deixaram os libertadores", afirmou Maduro após a votação. O presidente acrescentou que "o povo venezuelano falou alto e claro e esta vitória pertence a todo o povo da Venezuela, sem discriminação". O presidente da Guiana, Irfaan Ali, destacou que seu governo está trabalhando continuamente para garantir que as fronteiras […]

today6 de dezembro de 2023 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%