G1 Mundo

Lula participa de reunião da comunidade de países caribenhos na Guiana nesta quarta-feira

today28 de fevereiro de 2024 11

Fundo
share close

Lula participa como convidado especial do encerramento da 46ª Cúpula de Chefes de Governo da Comunidade do Caribe (Caricom).

Como é a fronteira do Brasil com o território na Guiana cobiçado pela Venezuela



Como é a fronteira do Brasil com o território na Guiana cobiçado pela Venezuela

O bloco é composto por 20 países do Caribe, sendo 15 estados-membro e 5 associados. O presidente brasileiro tem como uma de suas prioridades na agenda externa a integração dos países da América Latina, além do diálogo com países próximos, como os caribenhos.

A visita de Lula ao país também tem como pano de fundo a ofensiva da Venezuela para que a região de Essequibo, hoje território guianense, passe a ser de domínio venezuelano. A Venezuela afirma ser a proprietária legítima da região, um trecho de 160 quilômetros quadrados que corresponde a cerca de 70% de toda a Guiana e atravessa seis dos dez estados do país.

Infográfico mostra como é a fronteira entre o Brasil e Essequibo, região da Guiana que a Venezuela quer anexar. — Foto: Editoria de Arte/g1

Lula deve se reunir com o chefe de governo da Venezuela, Nicolás Maduro, em Kingstown, capital de São Vicente e Granadinas, para onde viajará após as agendas na Guiana. O país será palco da reunião de cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

Segundo o ministro Elio Cardoso, diretor do Departamento de México, América Central e Caribe do Ministério das Relações Exteriores (MRE), a participação do presidente Lula como convidado na cúpula da Caricom representa a retomada da importância do Brasil como líder regional e pode mostrar como as metas e preocupações dos países estão alinhadas com os temas escolhidos pelo Brasil para a Presidência do G20.

“Há uma coincidência temática. Por exemplo, o tema da segurança alimentar é muito importante para o Caribe, que importa a maior parte dos alimentos que consome – cerca de 80%. Tem a questão também da mudança climática. É uma região muito suscetível aos efeitos do clima. É um momento oportuno para falar sobre esses temas e o presidente Lula foi convidado a falar sobre eles”, explicou o ministro.

Em Georgetown, o presidente também irá se reunir com o presidente da Guiana, Irfaan Ali, para uma visita de Estado que deve consolidar uma relação comercial cada vez mais ampla.

Irfaan Ali, presidente da Guiana, e Nicolas Maduro, presidente da Venezuela — Foto: Federico Parra, Keno George/ AFP

Segundo o governo brasileiro, a reunião tratará de temas como desenvolvimento sustentável, segurança alimentar e nutricional e permitirá dar novo impulso às relações do Brasil com os países caribenhos. A Guiana exerce, durante o primeiro semestre de 2024, a presidência da organização.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

biden-vence-primarias-democratas-de-michigan,-mas-enfrenta-voto-de-protesto-por-apoio-a-guerra-em-gaza

G1 Mundo

Biden vence primárias democratas de Michigan, mas enfrenta voto de protesto por apoio à guerra em Gaza

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, venceu as primárias democratas no estado do Michigan, nesta terça-feira (27), segundo projeções da imprensa norte-americana. Por outro lado, Biden foi alvo de protesto de eleitores que resolveram marcar na cédula a opção "descompromissado". Já nas primárias republicanas, a vitória foi de Donald Trump. Nas primárias democratas, parte dos eleitores está protestando contra o apoio de Biden a Israel no conflito dentro da […]

today28 de fevereiro de 2024 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%