G1 Mundo

Mais de 350 pessoas foram presas na Rússia em manifestações pela morte de Alexei Navalny, diz ONG

today17 de fevereiro de 2024 14

Fundo
share close

A informação é de uma das maiores ONGs de direitos humanos da Rússia, a OVD-Info. A organização atualiza ao vivo o número de presos. A atualização mais recente é de 12h30 no horário de Brasília —18h30 em Moscou.

Essa é a maior onda de detenções em eventos políticos na Rússia desde setembro de 2022, quando mais de 1.300 pessoas foram presas em manifestações contra uma “mobilização parcial” de reservistas para a campanha militar na Ucrânia, segundo a agência de notícias Reuters.

O Serviço Penitenciário Federal disse em comunicado que Navalny perdeu a consciência durante uma caminhada e passou mal. O hospital que o atendeu tentou reanimá-lo por 30 minutos, sem sucesso, segundo a agência russa Tass.



Quem foi Alexei Navalny, principal opositor de Putin que morreu na prisão

Quem foi Alexei Navalny, principal opositor de Putin que morreu na prisão

Yulia Navalnaya, esposa de Navalny, disse não acreditar totalmente na morte do marido. “Não podemos confiar em Putin e no seu governo. Eles sempre mentem. Mas se isso for verdade, quero que Putin, toda a sua comitiva, os amigos de Vladimir Putin, seu governo saibam que eles serão responsabilizados pelo que fizeram ao nosso país, à minha família, ao meu marido. E esse dia chegará muito em breve”, afirmou.

Neste sábado (17), a família de Navalny foi oficialmente notificada da morte. No entanto, o governo russo disse que não entregará o corpo do opositor russo até que a investigação seja encerrada.

Navalny, de 47 anos, era um ex-advogado que ficou conhecido ao fazer acusações de corrupção ao governo do presidente Vladimir Putin . Ele se apresentava como um político liberal e principal adversário do atual presidente.

Países culpam Rússia por morte

Os Estados Unidos e a União Europeia culparam o governo Putin pela morte. O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, afirmou estar “profundamente entristecido e perturbado” pela morte e exigiu que a Rússia esclareça as circunstâncias do ocorrido.

Joe Biden, o presidente dos EUA, afirmou que Putin é o culpado pela morte de Navalny. Ele convocou uma entrevista coletiva e disse: “Não se enganem, Putin é responsável pela morte de Navalny […] não sabemos exatamente o que aconteceu, mas não há dúvida de que a morte de Navalny é uma consequência de ações de Putin”, afirmou ele.

O Ministério das Relações Exteriores russo disse que, “em vez de acusar indiscriminadamente, os Estados Unidos deveriam se limitar a esperar resultados oficiais da investigação médica”.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

familia-de-alexei-navalny-e-notificada-de-morte-e-governo-russo-diz-que-nao-entregara-corpo-ate-concluir-investigacao

G1 Mundo

Família de Alexei Navalny é notificada de morte e governo russo diz que não entregará corpo até concluir investigação

Os aliados políticos de Navalny confirmaram, neste sábado (17), que a mãe recebeu a notificação. Por outro lado, o governo russo diz que não entregará corpo até concluir investigação. Kira Yarmysh, porta-voz de Navalny, disse em um comunicado no X (antigo Twitter) que os investigadores russos transferiram o corpo de uma colônia penal no Ártico para a cidade vizinha de Salekhard, onde será examinado. “Exigimos que o corpo de Aleksei […]

today17 de fevereiro de 2024 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%