G1 Mundo

Manifestantes de extrema direita fazem saudação fascista em comício em Roma; oposição critica, e primeira-ministra não comenta

today9 de janeiro de 2024 10

Fundo
share close

Manifestantes de extrema direita foram vistos fazendo a saudação fascista durante um comício em Roma, na Itália, no domingo (7). O ato aconteceu em frente à antiga sede do grupo neofascista Movimento Social Italiano (MSI), que se transformou no partido conservador Irmãos da Itália, cofundado pela primeira-ministra Giorgia Meloni.

Anualmente, grupos de extrema direita se reúnem no dia 7 de janeiro para homenagear três neofascistas que foram assassinados na Via Acca Larentia, no sudeste da capital italiana, em 1978. Na ocasião, dois dos homens foram mortos a tiros por supostos militantes de extrema esquerda, enquanto o terceiro foi morto pela polícia. Ninguém jamais foi condenado pelas mortes.

No vídeo, pode-se ver filas de homens fazendo saudações com os braços rígidos e gritando “presente” três vezes enquanto um deles gritava: “Por todos os companheiros mortos!” — frase tipicamente repetida em eventos neofascistas.



O ministro das Relações Exteriores, Antonio Tajani, que lidera o partido moderado Forza Italia, disse que qualquer celebração da ditadura deve ser condenada.

“Há uma lei que estabelece que não se pode fazer apologia do fascismo em nosso país”, disse ele.

Além de banir demonstrações pró-fascistas, a lei da Itália proíbe a reorganização do partido fascista dissolvido de Mussolini. No entanto, grupos de extrema direita contornam o problema dando novos nomes às suas organizações e alegando serem novas entidades.

Para a líder do Partido Democrata, Elly Schlein, a imagem remete ao ano de 1924, quando o partido fascista de Benito Mussolini obteve uma vitória eleitoral importante nas eleições parlamentares italianas.

“O que aconteceu é inaceitável. Os grupos neofascistas devem ser dissolvidos, conforme determina a Constituição”, acrescentou. “Meloni, não tem nada a dizer?”

Nem a primeira-ministra italiana e nem seu partido, Irmãos da Itália, comentaram o ocorrido até agora. Meloni é uma das cofundadoras do Irmãos da Itália, cuja origem está diretamente ligada com o partido Movimento Social Italiano (MSI), fundado por neofascistas que integraram o governo ditatorial de Mussolini.

Quando era jovem, a atual premiê elogiou Mussolini, mas desde então mudou sua posição, dizendo em 2021 que não havia “espaço” em seu partido “para a nostalgia do fascismo, racismo ou antissemitismo”.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

veiculo-bate-em-portao-da-casa-branca-nos-eua;-motorista-e-preso

G1 Mundo

Veículo bate em portão da Casa Branca nos EUA; motorista é preso

Um porta-voz do Serviço Secreto, o órgão responsável pela segurança do presidente americano, afirmou na rede social X que o motorista foi detido e que agora há uma investigação sobre os motivos da colisão. Um veículo bateu no portão da Casa Branca, a sede do governo dos Estados Unidos, na cidade de Washington DC, nesta segunda-feira (8). Um porta-voz do Serviço Secreto, o órgão responsável pela segurança do presidente americano, […]

today9 de janeiro de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%