G1 Santos

Médico ligado a facção e envolvido em execução de paciente voltará à cadeia por determinação da Justiça

today30 de novembro de 2023 3

Fundo
share close

As investigações dão conta que o médico é ligado à maior facção criminosa do país. Os advogados do médico sustentaram que Pedroso, por ser dependente químico, era incapaz de entender que estava cometendo um crime, argumento considerado pela Justiça quando a prisão foi convertida.

A desembargadora Fátima Vilas Boas Cruz apontou na decisão, na última terça-feira (28), que Pedroso estava em plenas condições no dia da execução, pois, em depoimento, negou ter feito uso de substâncias químicas ao assumir o posto como médico plantonista.

“Assim, apesar da dependência química, o periciando [Pedroso] ao tempo da ação, não era inteiramente ou parcialmente incapaz de entender o caráter ilícito do fato“, decidiu a desembargadora.



Ela complementou: “Trata-se de pessoa que, ao tempo da ação que lhe é imputada, era plenamente capaz de entender e de se determinar”.

Antes de se colocado em prisão domiciliar, o médico estava na Penitenciária 1 de Presidente Venceslau (SP). A reportagem procurou saber se ele voltará à unidade, mas, até o momento, não obteve resposta. O caso segue sob segredo de Justiça.

O g1 entrou em contato com a defesa do médico, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

 Bandidos invadem hospital de Guarujá (SP) e executam paciente na frente da equipe médica

Bandidos invadem hospital de Guarujá (SP) e executam paciente na frente da equipe médica

De acordo com a autoridade policial, as drogas estavam embaladas em formato de tijolos e foram encontradas dentro de malas de viagem, mochilas e um saco de tecido jeans. No total, foram apreendidos pouco mais de 53 kg de cocaína, 11,5 kg de crack e quatro celulares.

Médico suspeito de envolvimento na execução de paciente em hospital é preso

Médico suspeito de envolvimento na execução de paciente em hospital é preso

O médico também é suspeito de envolvimento na execução de paciente no Hospital Santo Amaro. O caso ocorreu no dia 24 de abril de 2022. As câmeras de monitoramento do hospital flagraram Pedroso no momento do crime (veja o vídeo no início da reportagem).

A vítima, identificada como Gilianderson dos Santos, de 37 anos, foi morta a tiros por dois homens. Eles seguiram o médico após uma breve saída do local. A ação durou menos de um minuto.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

autoridade-portuaria-de-santos-prorroga-investigacao-sobre-superfaturamento-de-r$-45,9-milhoes-em-contrato

G1 Santos

Autoridade Portuária de Santos prorroga investigação sobre superfaturamento de R$ 45,9 milhões em contrato

A Autoridade Portuária de Santos (APS) prorrogou, pela quarta vez, um processo interno que investiga o superfaturamento de R$ 45,9 milhões em um contrato de dragagem - - retirada de sedimentos da água - - da empresa Dragabrás com a então Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) no Porto de Santos. Segundo apurado pelo g1 nesta quinta-feira (30), o caso ocorreu entre 2016 e 2017. Entre os envolvidos […]

today30 de novembro de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%