G1 Santos

Menino de dois anos engole cloro e queima canal digestivo: ‘só vomitava sangue’

today8 de julho de 2023 11

Fundo
share close

Um menino de dois anos engoliu cloro com desincrustante enquanto a mãe fazia faxina em São Vicente, no litoral de São Paulo. Stefani Pereira Vieira dos Santos, de 26 anos, contou ao g1 neste sábado (8) que Théo Santiago Cruz Pereira foi flagrado tomando o produto pela irmã mais velha, de cinco anos. A criança teve parte do canal digestivo queimado, além de diversas úlceras, e chegou a ser internada, mas já recebeu alta.

“Minha filha começou a gritar falando o que tinha acontecido. Na mesma hora o Théo começou a vomitar bastante. Teve um momento que ele só vomitava sangue e eu saí correndo para o hospital”, disse ela, que trabalha como copeira hospitalar.

O menino ficou internado no Hospital Frei Galvão, em Santos, também no litoral paulista, e teve alta nesta quinta-feira (6). Stefani conta que tudo aconteceu muito rápido. Ela estava fazendo faxina na cozinha e parou a limpeza para colocar um desenho para Théo assistir na televisão da sala.



Nesse meio tempo que eu fui para sala, ele foi para cozinha e ingeriu o produto que eu estava usando, que era cloro com desincrustante”. A mãe contou que o produto estava em um pote de 500 ml. “Não sei dizer a quantidade mais ou menos que ele tomou”.

No mesmo momento que percebeu o ocorrido, Stefani levou a criança para a unidade de saúde, onde que atende pelo plano de saúde. Assim que chegaram foram informados de que o menino seria internado e, no dia seguinte, a criança passou por um exame de endoscopia.

“Constataram que ele não corria risco de vida, mas tinha várias úlceras. Tinha queimado 60% do canal digestivo e tinha uma chance de o esôfago fechar. Ele já saiu da endoscopia com uma sonda nasoenteral para se alimentar”, relembrou Stefani.

A família ficou no hospital por uma semana até a criança receber alta médica. “Conseguiu tirar a sonda para fazer alimentação oral e continuará o tratamento em casa até o dia 18 [de julho], que é quando vai realizar uma nova endoscopia para ver como irá prosseguir com o tratamento”, explicou.

Especialista analisa riscos à saúde

Ao g1, a farmacêutica toxicologista Paula Carpes Victório afirmou que a intoxicação de crianças por produtos de limpeza é frequente. A especialista indicou que, por segurança, tais substâncias devem ser guardadas no alto, longe do alcance dos menores.

“O risco é grande porque são produtos que não podem ter contato nenhum por ingestão ou inalação”, explicou Paula.

“São extremamente perigosos para a saúde, ainda mais caso sejam ingeridos, porque causam exatamente isso o que aconteceu [com Théo]. A irritação das mucosas, as queimaduras e as úlceras que ele teve ao longo do trato-gastrointestinal são decorrentes do cloro”.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

nova-embaixadora-do-brasil-nos-eua:-‘se-houve-algum-ruido-em-relacao-a-ucrania,-ja-se-dissipou’

G1 Mundo

Nova embaixadora do Brasil nos EUA: ‘Se houve algum ruído em relação à Ucrânia, já se dissipou’

Antes de ocupar esse cargo, ela já foi representante do Brasil na ONU, embaixadora em Berlim, na Alemanha, e chefe de gabinete do secretário-geral da ONU, António Guterres. Ela afirma que é normal que haja divergências entre Brasil e EUA em alguns temas, e que se havia algum ruído entre os dois países por causa da forma de responder à guerra na Ucrânia, isso já se dissipou. A senhora se […]

today7 de julho de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%