G1 Mundo

Mercosul condena atos de violência e manifesta solidariedade ao povo e ao governo do Equador

today10 de janeiro de 2024 5

Fundo
share close

O Equador vive uma crise de segurança que começou com motins em prisões. Houve fuga de criminosos, ataques a delegacias e sequestro de policiais.

Na terça-feira (9), homens armados invadiram um estúdio de TV e a ação foi transmitida ao vivo. Depois disso, o presidente Daniel Noboa baixou o decreto determinando que o país vive um conflito armado interno.

Também na terça-feira, cidades do país registraram invasões, explosões e sequestros. A imprensa equatoriana afirma que 11 pessoas morreram na cidade de Guayaquil e 2 na cidade de Nobol.



“Os Estados Partes do MERCOSUL condenam veementemente os atos de violência perpetrados por grupos relacionados ao crime organizado transnacional que afetam a segurança interna da República do Equador”, diz o bloco na nota.

No comunicado, o Mercosul – grupo fundado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai – também manifesta solidariedade “ao povo e ao governo do Equador”.

“Assim como [o grupo expressa] seu respaldo irrestrito à institucionalidade democrática desse país, no marco do respeito aos direitos humanos”, completa a nota.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

saiba-quem-e-o-brasileiro-sequestrado-no-equador;-itamaraty-monitora-caso

G1 Mundo

Saiba quem é o brasileiro sequestrado no Equador; Itamaraty monitora caso

O brasileiro Thiago Allan Freitas, de 38 anos, que foi sequestrado em Guayaquil, no Equador, vive há cerca de três anos no país. Ele é de São Paulo e morava em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, antes de se mudar para o Equador, onde tem uma empresa que faz churrasco brasileiro. Nas redes sociais, o empresário mantém uma página profissional e uma pessoal, que é privada. A da churrascaria tem […]

today10 de janeiro de 2024 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%