G1 Mundo

Migrantes enfrentam Natal congelante na fronteira dos EUA com o México

today25 de dezembro de 2022 13

Fundo
share close

Em Ciudad Juarez, cidade mexicana que faz fronteira com o Texas, centenas de migrantes dormem nas ruas e fazem fila para pedir asilo nos EUA.




Migrantes enfrentam Natal congelante na fronteira EUA-México

Migrantes enfrentam Natal congelante na fronteira EUA-México

Centenas de migrantes se preparam para acampar no frio na fronteira norte do México com os Estados Unidos durante o Natal, enquanto esperam por uma reversão nas restrições à migração para os EUA.

Depois que a Suprema Corte americana determinou nesta semana que as restrições conhecidas como Título 42 poderiam permanecer temporariamente, muitos migrantes enfrentam um fim de semana de frio, causado pelo que o serviço meteorológico do México chamou de “massa de ar ártico”.

Um migrante da Venezuela usa um telefone coberto com um cobertor, durante as festividades de Natal em um abrigo na Cidade do México — Foto: Reuters

“Quero passar o Natal em um lugar onde não faça frio, gostaria muito de estar sob um teto”, disse Franyer Chavez, um migrante venezuelano em El Paso, no Texas. “Todo mundo aqui gostaria de passar o Natal sob um teto porque o frio é forte.”

A previsão era de que as temperaturas nas cidades fronteiriças de Matamoros e Reynosa, onde milhares de pessoas estão acampadas ao ar livre ou em abrigos básicos, chegassem a zero no sábado (24), véspera de Natal, com pouca melhora no domingo (25).

Em Ciudad Juarez, cidade mais a oeste, onde centenas de migrantes dormem nas ruas e fazem fila para pedir asilo na fronteira com El Paso, as temperaturas devem cair para – 6ºC. As autoridades forneceram mais espaço nos abrigos nos últimos dias.

Migrantes, principalmente da Venezuela, uma noite de baixas temperaturas, em El Paso, em 23 de dezembro — Foto: Reuters

O Título 42 permite que os Estados Unidos devolvam migrantes ao México e outros países sem que tenham a chance de solicitar asilo.

A medida, instituída pelo ex-presidente Donald Trump, deveria terminar em 21 de dezembro antes da decisão da Suprema Corte.

Não há previsão para que a medida perca a validade.

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

tempestade-de-inverno-deixa-ao-menos-17-mortos-e-700-mil-sem-energia-nos-eua

G1 Mundo

Tempestade de inverno deixa ao menos 17 mortos e 700 mil sem energia nos EUA

Segundo a emissora NBC, 17 pessoas morreram em decorrência das condições climáticas, a maioria delas em acidentes de trânsito. Cerca de 700 mil pessoas estavam sem energia na manhã de sábado (24). Chamada de "Elliot", a tempestade causou fortes nevascas e ventos congelantes frustrando os planos de Natal de milhões de americanos. Forte tempestade de neve afeta véspera do Natal nos Estados Unidos Os sistemas de energia em todo o […]

today25 de dezembro de 2022 42

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%