G1 Mundo

Milhares voltam às ruas de Israel para protestar contra reforma judicial de Netanyahu

today1 de abril de 2023 13

Fundo
share close

Não bastou a suspensão da análise da reforma judicial para abertura do diálogo entre a coalizão do governo e representantes dos partidos opositores para acalmar os ânimos da população, que protesta semanalmente desde janeiro. 

Carregando bandeiras do país, milhares de israelenses marcharam na noite deste sábado novamente pelo centro da capital comercial de Israel. Por volta das 21h (horário local), o jornal The Times of Israel informava que mais de 160 mil pessoas estavam nas ruas apenas de Tel Aviv.

Aos gritos de “democracia”, os manifestantes mostravam cartazes de críticas ao governo de extrema direita do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.



A reforma proposta pelo governo de Netanyahu reduziria a autoridade da Suprema Corte de Israel e daria aos políticos maiores poderes sobre a seleção dos juízes, o que, segundo os opositores, colocaria em risco a democracia israelense.

Imagem aérea mostra manifestação em Tel Aviv, Israel, em 1º de abril de 2023 — Foto: REUTERS/Ilan Rosenberg

A suspensão da reforma foi uma resposta a uma greve geral anunciada horas antes, em protesto contra a demissão do Ministro da Defesa Yoav Gallant por pedir exatamente tal pausa.

Na terça-feira, representantes da maioria dos partidos do Parlamento haviam iniciado conversações na residência do Presidente Isaac Herzog para tentar formular legislação que fosse aceita por partidos de todo o espectro político. No entanto, especialistas e comentaristas políticos consideram difícil o sucesso dessa negociação.

Enquanto isso, Netanyahu não apresentou a Gallant a carta de demissão exigida por lei. O ministro da Defesa continua em suas funções.

Manifestantes participam de protesto contra reforma judicial em Tel Aviv, Israel, em 1º de abril de 2023 — Foto: REUTERS/Ronen Zvulun

Benjamin Netanyahu responde a comentário do presidente dos EUA sobre a reforma que tira poderes do judiciário de Israel

Benjamin Netanyahu responde a comentário do presidente dos EUA sobre a reforma que tira poderes do judiciário de Israel




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

peixe-e-filmado-a-uma-profundidade-recorde-de-8,3-mil-metros-no-japao

G1 Mundo

Peixe é filmado a uma profundidade recorde de 8,3 mil metros no Japão

A espécie - um tipo de peixe da família Liparidae e do gênero Pseudoliparis - foi filmada nadando a 8.336 metros de profundidade. O animal foi registrado por uma câmera acoplada a uma estrutura metálica operada à distância e lançada na fossa oceânica de Izu-Ogasawara, ao sul do Japão. O peixe filmado estava na profundidade máxima em que um peixe pode sobreviver ou muito próximo dela, segundo Alan Jamieson, professor […]

today1 de abril de 2023 24

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%